Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Paulo Soares

Após enfrentar problemas de saúde, Amigão volta à TV: 'Período azarático'

Divulgação/ESPN

Paulo Soares, o Amigão, voltou de férias sabáticas para o SportsCenter na segunda-feira (21) - Divulgação/ESPN

Paulo Soares, o Amigão, voltou de férias sabáticas para o SportsCenter na segunda-feira (21)

FERNANDA LOPES

Publicado em 23/8/2017 - 5h27

Nos últimos seis meses, Paulo Soares, o Amigão da ESPN, viveu uma rotina completamente diferente. O apresentador do SportsCenter tirou um período sabático para descansar, aproveitar a companhia da família, cuidar melhor da saúde e, quem sabe, perder alguns quilinhos. Porém, o corpo de Soares, de 53 anos, se rebelou. Ele foi surpreendido por problemas musculares e teve até que passar por uma cirurgia. Voltou ao trabalho com 13 quilos a menos. "Foi um período azarático", brinca.

A ideia de Soares, quando decidiu se afastar da ESPN, era passar cerca de cem dias em um spa para relaxar e cuidar do organismo. Ele se assustou com cirurgias coronárias que o irmão precisou fazer e descobriu que também tem uma pequena lesão no coração. Queria ganhar condicionamento físico.

Mas, logo no início do "azarático", precisou lidar com diversos acidentes de percurso. "Antes do spa fui pra praia, comecei a nadar no mar, nadar muito. Depois fui para a academia, comecei a fazer esteira, bicicleta. Resolvi jogar vôlei na piscina com o pessoal do spa, estava super bem. Mas, em mais ou menos um mês, estourei a coluna, rompi dois tendões da lombar", conta.

"Fiz tratamento, voltei para o vôlei. Rompi um tendão do ombro esquerdo e em um cotovelo. É coisa de atleta, atleta se machuca (risos). Aí não conseguia fazer mais nada, estava morrendo de dor. Mas me tratei e resolvi encarar a dor para não perder esse meu período de férias. Também tive pedra no rim, uma hemorragia no nariz por causa do sol, precisei fazer uma pequena cirurgia. Agora também tive problema no canal, nunca tinha tido nada no dente. Tem gente que fala que isso é uruca", ele brinca.

Apesar das dificuldades, Soares acredita que os seis meses de "período azarático" foram válidos. Ele aproveitou para ver mais de 60 filmes, ler muitos livros, jogar muito buraco e até emagreceu um pouco. O apresentador chegou a perder 23 quilos em dois meses, mas acabou recuperando 10 deles por causa dos problemas musculares. Mesmo assim, se diz satisfeito com o que teve no spa: a qualidade de vida.

"É aquele efeito sanfona que gordo sabe como é. Tenho controle de alimentação, sou mais vegetariano, natural, mesmo assim tenho muita facilidade de engordar. Quando saí do spa, ainda tive a impressão de que conseguiria pelo menos manter o peso, achava que até dezembro poderia perder mais uns 15, 20 quilos por conta própria. Só que, como já fiz 500 mil regimes na vida, estou vendo que não será assim. Mas meus exames são super bons, pra mim está tudo bem", ressalta.

reprodução/instagram

O Amigão aproveitou as férias prolongadas em um spa de Sorocaba, interior de São Paulo

Amigão de volta
A decisão de ficar um tempo longe do trabalho foi tomada por Soares no final do ano passado e acordada com a ESPN no início de 2017. Ele faz parte do elenco do canal desde 1993, e há 16 anos apresenta a terceira edição do telejornal SportsCenter, no ar diariamente às 23h.

Soares trabalha com jornalismo esportivo desde 1978, quando começou a cobrir e narrar jogos de futebol para emissoras de rádio. Desde então, diz que viveu 95% de sua carreira com rotina de trabalho de domingo a domingo, e há 18 anos está no horário noturno. "Há mais ou menos um ano, comecei a ficar muito cansado", conta.

O apresentador jura que não sentiu falta de trabalhar nas férias prolongadas, muito pelo contrário: acha que o tempo passou rápido demais enquanto aproveitava a vida. 

"Só senti um pouco de falta da convivência [com os colegas]. Mas eu tinha necessidade de sair de São Paulo, estava me sufocando. Então consegui me divorciar do noticiário esportivo. Pescava alguma coisa mais importante, mas não fiquei naquele dia a dia do esporte, não estava interessado. Fiquei bem sem trabalhar, vi que é ótimo", admite.

reprodução/espn

Ao lado de Antero Greco,Amigão se divertiu em sua reestreia no SportsCenter na segunda (21)

Vida social
Desde que retornou ao canal, na segunda (21), Soares mal consegue andar nos corredores da ESPN sem ser parado por funcionários, cumprimentado, elogiado, paparicado. Até de colegas de outras emissoras ele recebeu mensagens de boas-vindas. Profissionais como Caio Ribeiro, Walter Casagrande, Luís Roberto, Andréia Sadi e Bruno Mazzeo, todos do Grupo Globo, demonstraram carinho com Soares.

Ele segue tratando da saúde (faz sessões de acupuntura e fisioterapia todos os dias) e volta renovado ao trabalho. Agora, além de dar risada com Antero Greco na bancada do SportsCenter, o Amigão também quer ter mais tempo para se divertir com a família e os amigos.

"Estou num momento muito bom, sigo interessado no trabalho. Quando assumi o SportsCenter, foi engraçado que o Luis Alberto Volpi, que apresentava, me falou: 'Paulinho, você não vai aguentar seis meses'. E a gente está indo pra 17 anos. Gosto muito de fazer e espero ter um pouco mais de respiro para uma vida que eu vi que é gostosa, de poder sair num sábado à noite, por exemplo. É uma coisa que eu gostaria de ter um pouco mais: espaço para vida social, para curtir mesmo", conclui. 

Prêmio NTV Melhores do ano

Leia também

Enquete

Quem foi o(a) melhor jornalista/comentarista esportivo do ano?

Web Stories

+
Mansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do ator

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas