Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

'INVERDADES DA INTERLOCUTORA'

Alexandre Garcia critica Giuliana Morrone após vazamento de áudio: 'Máscara cai'

REPRODUÇÃO/YOUTUBE E REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Reprodução de imagem de Alexandre Garcia e Giuliana Morrone

Alexandre Garcia e Giuliana Morrone; em vídeo, jornalista rebateu as críticas da apresentadora do Bom Dia Brasil

REDAÇÃO

Publicado em 12/5/2020 - 22h51

Alexandre Garcia rebateu as críticas feitas por Giuliana Morrone em um áudio vazado nos últimos dias. Em seu canal do YouTube, o jornalista afirmou na noite desta terça-feira (12) que as declarações da apresentadora do Bom Dia Brasil a seu respeito são "inverdades". Segundo ele, pessoas "usam máscara por tanto tempo que [uma hora] ela se esgarça e cai".

Sem citar o nome de Giuliana, tratando-a sempre como "interlocutura", Alexandre disse que o seu posicionamento não representava um julgamento. Ele lamentou o vazamento do áudio e explicou que achava que alguém tinha grampeado uma ligação entre ela e Gerson Camarotti, que estava presente na conversa.

"Alguém deve ter ouvido aquilo e resolveu partir para a gravação. Não creio que tivesse alguma intenção de prejudicá-la, nada. Achou bonito, pitoresco e que ia dar audiência. (...) Espero que não traga prejuizo à ela, porque eu sei que não houve a intenção de divulgar, era só um desabafo de um colega para outro colega", afirmou ele sobre o material vazado.

Em seguida, Garcia apresentou as "inverdades" ditas por Giuliana no áudio. No início do áudio, a jornalista afirmou que ele endossou que o presidente Jair Bolsonaro revogasse a concessão da Rede Globo. "Isso é gravíssimo, porque eu jamais faria isso. Pela minha índole, ética e respeito por uma emissora que sempre me respeitou", explicou.

Alexandre também disse que nunca foi diretor da Globo, mas sim editor regional, entre 1990 e 1995. Sobre o convite para ingressar na CNN Brasil, o qual Giuliana disse que nunca existiu, Alexandre negou a afirmação: "Chamou por meses e chama até agora. Tanto que, por exemplo, vou participar de um programa da CNN no fim de semana". 

Sobre os valores cobrados por participações em eventos, que seriam pequenos segundo ela, Garcia confirmou a afirmação. "Cobro pouco mesmo para empresas pequenas, da minha cidade (...) e não cobro do serviço público", disse.

No áudio vazado, Camarotti explicou que os seguidores de Garcia são radicais, afirmação rebatida pelo jornalista: "Não faço filtragem de ideologia. Quanto mais diversidade de ideias é melhor para um canal", pontuou.

"São opiniões pessoais"

No final do vídeo, Alexandre explicou que ficou surpreso com as falas de Giuliana e que elas são "opiniões pessoais". "Fomos colegas, parceiros em programas. Até hoje nos encontramos na missa de domingo, inclusive na fila da comunhão. Quando eu vejo que sou qualificando como ridículo, gagá e que eu caso revolta a ela, eu vi que fui excomungado", revelou.

"Mas enfim, a gente está em tempos de tanto usar máscara. Às vezes, se usa máscara por tanto tempo que ela se esgarça e cai. Quero repetir que eu sei que não foi para ser publicado tudo isso e tenho consciência que foi apenas um fuxico", finalizou.

Confira o vídeo de Alexandre Garcia sobre o caso:

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.