Sugestão para o Natal

TV conectada que junta internet e televisão seduz apresentadora

Divulgação

A apresentadora Astrid Fontenelle em evento da LG: presente de fim de ano será uma TV conectada - Divulgação

A apresentadora Astrid Fontenelle em evento da LG: presente de fim de ano será uma TV conectada

EDUARDO BONJOCH - Publicado em 21/10/2014, às 11h03 - Atualizado em 24/10/2014, às 12h09

Ver vídeos do YouTube e filmes e séries na Netflix na maior tela da casa também está se tornando uma tendência entre os atores e apresentadores de TV. Eles estão descobrindo as facilidades da nova geração de TVs conectadas, que permitem alternar entre a programação das emissoras e o conteúdo da web de forma tão simples quanto trocar de canal.

Astrid Fontenelle, apresentadora do canal GNT, teve seu primeiro contato com as TVs conectadas recentemente, ao explorar a plataforma webOS da LG. “Achei a experiência muito simples, o que me interessou bastante”, afirma. “Esse será o próximo passo da tecnologia na casa das pessoas e quero me dar de presente uma Smart TV até o final do ano.”

Disponível em 80% da linha de TVs 2014 da LG, a plataforma webOS traz novidades para o consumidor. A mudança já começa quando o telespectador liga o aparelho e passa a contar com a ajuda do personagem BeanBird (um pássaro em formato de feijão), que orienta cada passo do processo de conexão à internet. O processo de instalação é simples, sem complicações e até divertido.

Com o fim da instalação, outros recursos começam a chamar a atenção do consumidor. É possível, por exemplo, acessar a barra de navegação da web, onde ficam as várias opções de aplicativos, sem deixar de ver o programa de TV, que continua sendo exibido normalmente na mesma tela.

Orange is the New Black

Na casa de Astrid, assim como na maioria dos lares onde acessar conteúdo da web na TV já é realidade, YouTube e Netflix são campeões de audiência. Na programação, muito desenho, atração preferida do filho Gabriel, de 6 anos, e filmes mais antigos, revistos de acordo com a pauta do programa Saia Justa, que ela apresenta no GNT.

“Faço muita pesquisa de conteúdo pela internet”, declara. “Há poucos dias, vi alguns episódios de Orange is the New Black (série original da Netflix que se passa em uma prisão feminina nos EUA), mas abandonei a temporada antes de me viciar.”

Para acessar esse conteúdo, Astrid utiliza a Apple TV, que é um media player com a capacidade de transformar um televisor convencional em um modelo com acesso à internet, mas a navegação não é tão simples quanto em um aparelho com webOS. Astrid diz que a proposta da LG, de concentrar TV e internet em um único aparelho, é tentadora. “Se a TV pode oferecer tudo de uma vez, fica muito mais fácil”, reconhece.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você achou justa a eliminação de Fábio Alano do BBB19?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook