Fim da Guerra Total

The Walking Dead encerra história de oito anos e será repaginada na nova temporada

Divulgação/AMC

Os atores Andrew Lincoln (à esq.) e Lennie James em cena da oitava temporada de Walking Dead - Divulgação/AMC

Os atores Andrew Lincoln (à esq.) e Lennie James em cena da oitava temporada de Walking Dead

REDAÇÃO - Publicado em 11/04/2018, às 12h12

O final da oitava temporada de Walking Dead será um marco histórico. O capítulo de domingo (15) vai fechar um ciclo iniciado em 2010. "O episódio não será apenas o ponto final da temporada, servirá como uma conclusão das oito primeiras", disse Scott M. Gimple, showrunner da série, em entrevista ao site da revista Entertainment Weekly.

Na HQ homônima na qual a série se baseia, a história dá um salto no tempo de dois anos depois do fim da guerra total entre o xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) e o vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan), arco atualmente mostrado na TV.

“A série será bem diferente no próximo ano, com uma narrativa nova e maior", continuou o showrunner, que revelou um clima de tensão na sala de roteiristas justamente para construir um encerramento satisfatório.

As mudanças não se restringem ao que será mostrado na televisão: nos bastidores, Gimple está de saída e passará o bastão para Angela Kang após o final desta temporada. Ele foi promovido e virou supervisor de toda a franquia Walking Dead.

Na entrevista à Entertainment Weekly, o produtor também falou sobre o esperado desfecho da guerra total, mas usou frases batidas como "coisas insanas ocorrerão" e "momentos de muita emoção". Porém, ao falar sobre a trama, Gimple deu uma dica de como pode ser o futuro da série pós-reformulação.

"A abrangência do episódio é gigante e muitos personagens terão concluídas as histórias que contamos ao longo dos últimos anos", falou o showrunner, que ainda jogou mais lenha na fogueira sobre os boatos de mudanças no elenco.

Lennie James, o Morgan, teve seu adeus confirmado: ele estará na série filhote do drama zumbi, Fear The Walking Dead. O destino de Lauren Cohan, a Maggie, está indefinido, após a atriz pedir aumento salarial. Para não entrar na fila do desemprego, ela já cravou o papel de protagonista em um piloto intitulado Whiskey Cavalier.

É possível Lauren atuar nas duas séries, caso Whiskey Cavalier seja confirmada na grade da rede ABC. Mas ela teria um papel bem reduzido em Walking Dead.

Somente nesta temporada, o drama zumbi se despediu de protagonistas e coadjuvantes importantes, como Chandler Riggs (o Carl) e Steven Ogg (o Simon).

Novo começo
Na história em quadrinho, o arco seguinte à guerra ganhou o título de Novo Começo, volume com seis edições publicados originalmente em 2014. Nessa história, Negan está preso na comunidade de Alexandria, reconstruída após o final da batalha.

Uma personagem que a série deve usar nesse salto no tempo é Georgie (Jayne Atkinson), apresentada no 12º episódio da atual temporada. Tudo leva a crer que ela seja uma adaptação de Pamela Milton, uma grande líder de comunidade na HQ.

As duas personagens têm características muito parecidas, como usar o conhecimento na tentativa de restaurar a humanidade no mundo apocalíptico. Na HQ, Pamela foi introduzida na edição 176, publicada em fevereiro deste ano.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook