Gafe

Viagem no tempo? HBO descuida e copo de outra era vaza em Game of Thrones

Reprodução/HBO

Em destaque o copo de café que vazou no quarto episódio da oitava temporada de Game of Thrones - Reprodução/HBO

Em destaque o copo de café que vazou no quarto episódio da oitava temporada de Game of Thrones

REDAÇÃO - Publicado em 06/05/2019, às 12h08

A série Game of Thrones se passa na Idade Média, que durou entre os anos de 476 e 1453. No episódio de ontem (5), o quarto da oitava e última temporada, um viajante do tempo passou por lá e deixou um copo de café, desses que são vendidos em redes modernas de cafeterias, como a Starbucks. A gafe colocou o drama da HBO no rol de atrações que "viajam no tempo".

O descuido chama a atenção pelo cuidado aos detalhes que Game of Thrones dispensa a cada cena, o que não à toa lhe rendeu o recorde de mais estatuetas na história do Emmy, com prêmios que vão de direção de arte a figurino.

Pesa ainda o fato de que a HBO desembolsou R$ 356 milhões para fazer os seis episódios do oitavo ano, R$ 59,4 milhões para cada um, maior custo por capítulo de toda a história da TV americana.

Na cena em questão, os vencedores da Batalha de Winterfell estavam se embriagando com muito vinho, enquanto Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) apenas saboreava. E bem ao seu lado, em um corte após fala de Tormund (Kristofer Hivju), o copo de café (seria do Starbucks?) do século 21 apareceu.

Piada antiga com Daenerys ressurgiu na internet

Os fãs de Game of Thrones não perdoaram e fizeram várias piadinhas sobre a situação hilária. A internet foi inundada de memes e montagens, colocando Daenerys dentro de uma Starbucks. Teve também quem brincou como um atendente escreveria o nome de Daenerys no copo: "Deana".

O copo estava perto de Jon Snow (Kit Harington) sentou. Provavelmente ele estava se preparando para curar a ressaca da bebedeira.

Outras gafes

O cinema hollywoodiano é cheio de gafes de viajantes do tempo, mesmo em produções aclamadas e premiadas. Em Gladiador (2000), vencedor do Oscar de melhor filme, um homem de calça jeans surgiu em meio a soldados romanos.

No longa Coração Valente (1995), outro vencedor do Oscar, um homem de boné deu as caras em cena da trama medieval. Em outra atração de época, um avião sobrevoou os céus da Grécia Antiga em Troia (2004), estrelado por Brad Pitt.

Na TV, uma gafe virou zoeira em Downton Abbey (2010-2015), drama britânico de época vencedor do Globo de Ouro e do Emmy. Em uma imagem promocional da quinta temporada, ambientada nos anos 1920, uma garrafa de água de plástico apareceu em destaque, e ninguém percebeu.

Depois da repercussão, todo o elenco fez uma foto de bastidores posando cada uma com uma garrafinha, um com mais cara de culpado do que o outro.

No Brasil, as gafes de viagem no tempo não passam despercebidas. Na novela Novo Mundo, folhetim da Globo exibido há dois anos e que era ambientado no século 19, um celular de última geração apareceu nas mãos da atriz Isabelle Drummond. Em Os Dez Mandamentos, produção bíblica da Record que bateu a Globo no horário nobre, um extintor vazou entre vasos e objetos da época.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook