Estreia na HBO

Série sobre Santos Dumont exalta invenções e mantém mistério sobre sexualidade

Divulgação/HBO

O ator João Pedro Zappa caracterizado como Santos Dumont na série homônima, que estreia na HBO

O ator João Pedro Zappa caracterizado como Santos Dumont na série sobre a vida do inventor

FERNANDA LOPES - Publicado em 09/11/2019, às 05h33

Estreia neste domingo (10) a série Santos Dumont, que contará a trajetória do brasileiro que ficou conhecido como "pai" do avião, do dirigível, do relógio de pulso e de outros inventos. A atração da HBO vai focar na intelectualidade e no talento impressionante de Alberto Santos Dumont (1873-1932). Mas a sexualidade dele, um assunto que provoca curiosidade desde o século 19, será mantida em tom de mistério.

"A gente conversou com muitas pessoas e, de fato, todo mundo tem uma opinião diferente. Alguns escreveram que ele era gay, outros falaram que tinha namoradinhas entre as vedetes francesas, outros que ele morreu virgem. E talvez haja uma quarta opção, que é tudo isso ao mesmo tempo. Mas isso não é importante na nossa história, que é muito mais sobre um cara que tem esse desejo [de inventar], mas tem dificuldades também", diz Estêvão Ciavatta, diretor da série.

"Ele é um personagem muito misterioso, enigmático. Acho que é isso que o torna tão interessante. Os sentimentos humanos são tão imprevisíveis, tão difíceis pra ele, que eu acho que ele preferia focar a atenção dele em outro lugar, onde ele se sentia mais à vontade", opina Fernando Acquarone, outro diretor da série.

Por isso, os seis episódios vão tratar primordialmente sobre a história profissional e intelectual do personagem. Os três primeiros capítulos têm foco na ascensão de Santos Dumont, desde a infância numa fazenda no interior de São Paulo até os vários testes com aeronaves em Paris, na França, onde ele morou.

Produção reproduz máquinas de voar

As cenas externas de Paris foram gravadas em Seropédica, no campus da Universidade Rural do Rio de Janeiro. A produção construiu réplicas de aeronaves que o inventor criou, e o ator João Pedro Zappa, que interpreta Santos Dumont na vida adulta, realmente voou nessas máquinas.

"A gente tinha um desafio de conseguir fazer voar e, principalmente, de não machucar ninguém nem nada. São aeronaves muito sensíveis, muito leves. Construímos dois chassis de dirigíveis, pegamos um que já existia. Essa série reuniu a maior frota do Santos Dumont. Temos até triciclos e outras invenções que não são aladas", conta Acquarone.

Os três episódios derradeiros mostrarão a parte mais dramática da vida de Santos Dumont, como um embate contra os irmãos Wright (que até hoje são considerados os inventores do avião nos Estados Unidos) e até sua morte, por suicídio.

Santos Dumont chama a atenção pela estética, com bela fotografia e delicados efeitos especiais, e por ser falada em quatro línguas: há diálogos em português, francês, inglês e espanhol. A HBO vai distribuir a série para 70 países. 

"Tudo vai ser a partir do ponto de vista dele, de como ele viveu. É uma produção brasileira de nível internacional. A gente se colocou num desafio tão grande quanto Santos Dumont, e acho que a gente conseguiu voar", diz Ciavatta.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook