Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

A Bíblia Continua

Record vai exibir 'Game of Thrones de Cristo' com Jesus argentino

Divulgação/NBC

O ator argentino Juan Pablo Di Pace em cena da crucificação de Jesus em minissérie bíblica - Divulgação/NBC

O ator argentino Juan Pablo Di Pace em cena da crucificação de Jesus em minissérie bíblica

DANIEL CASTRO e JOÃO DA PAZ

Publicado em 13/9/2016 - 6h10

A Record vai exibir no último trimestre deste ano a minissérie A.D. The Bible Continues (literalmente, Depois de Cristo - A Bíblia Continua), rotulada nos Estados Unidos de "Game of Thrones de Cristo" por causa das semelhanças de figurino, fotografia e até de personagens e tramas. A produção começa na crucificação de Jesus, interpretado pelo ator argentino Juan Pablo Di Pace, e mostra o nascimento do cristianismo e a perseguição aos cristãos após a ressurreição.

A minissérie irá ao ar às terças, na faixa de reality shows da emissora, a partir do próximo dia 4. Ocupará o espaço na grade que no ano passado foi de A Fazenda e que em 2016 estava reservado para uma edição inédita de Troca de Família. Devido à recessão econômica, que vem afetando duramente os gastos publicitários, a emissora optou por adiar seus investimentos em realities para 2017. Com 12 episódios, A Bíblia Continua, portanto, será um programa tapa-buraco. A Record ainda não definiu como traduzirá o título em inglês.

Lançada em 2015, a minissérie é a continuação de A Bíblia (2013), produção do History Channel que fez sucesso no mundo todo e já foi exibida, inclusive, pela Record. Nos Estados Unidos, foi ao ar pela rede NBC e teve média de 6,5 milhões de telespectadores _uma audiência modesta para o padrão da TV aberta norte americana. No Brasil, já passou no canal Mais Globosat.

divulgação/nbc

Em A.D. The Bible Continues, o ator Adam Levy é o protagonista; ele faz o apóstolo Pedro

A trama de A Bíblia Continua foca no apóstolo Pedro, interpretado por Adam Levy, que se torna o líder dos seguidores de Jesus e é considerado o pai da Igreja Católica e o primeiro papa. Reproduz acontecimentos dos dez primeiros capítulos do livro Atos dos Apóstolos, do Novo Testamento. Personagens bíblicos importantes são retratados: Maria (mãe de Jesus), apóstolo João, Pôncio Pilatos, Caifás, Maria Madalena e Saulo de Tarso (que depois viraria apóstolo Paulo).

Criador de A Bíblia Continua, Mark Burnett (o mesmo de Survivor e O Aprendiz) assumiu a comparação da minissérie com Game of Thrones. Logo após a exibição dos primeiros episódios nos EUA, jornalistas apelidaram a produção de "Game of Thrones de Cristo". Burnett disse na época que a atração é um "encontro entre o drama da HBO e o livro A Bíblia Sagrada".

Nascido em Buenos Aires, o ator Juan Pablo Di Pace, de 37 anos, foi escolhido para interpretar Jesus Cristo por causa da semelhança física e do domínio da língua inglesa _ele estudou teatro em Londres e atuou em séries britânicas. Sua primeira aparição na TV norte-americana foi na terceira temporada do remake de Dallas, em 2014. Após A Bíblia Continua, ele conseguiu trabalho em Fuller House, da Netflix, continuação de Três É Demais (1987-1995).


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Prêmio NTV Melhores do ano

Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Ficção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas