Rui e Vani

Protagonistas da série Os Normais hoje estariam velhos e separados, diz autora

Divulgação/Globo

O casal Vani (Fernanda Torres) e Rui (Luiz Fernando Guimarães) fez sucesso na série Os Normais, da Globo - Divulgação/Globo

O casal Vani (Fernanda Torres) e Rui (Luiz Fernando Guimarães) fez sucesso na série Os Normais, da Globo

FERNANDA LOPES - Publicado em 09/12/2018, às 07h39

Série de sucesso da Globo encerrada há 15 anos, Os Normais ainda está viva na memória do público. Tanto que Fernanda Young foi à CCXP no sábado (8) para apresentar sua nova produção e teve de responder à pergunta de um fã sobre um possível retorno da atração. A autora disse que não tem planos de retomar a série, mas que, se voltasse a escrever sobre Rui e Vani agora, a realidade deles seria bem diferente.

"Com Os Normais eu sempre quis fazer uma trilogia pro cinema, porque acho trilogia algo chiquérrimo. Retomar Os Normais [2001-2003] nunca foi a intenção, nós paramos porque todos nós decidimos isso. Não me sinto carente de escrever para Rui (Luiz Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres). Tenho muito orgulho deles, mas nos concentramos hoje em escrever para novos personagens, mantendo nossa anarquia", explicou.

"Os Normais hoje seriam eles separados, [para completar] uma trilogia. Os Normais velhos. Tenho muita ideia, mas ninguém me dá confiança", disse a escritora. Os Normais teve três temporadas na TV e dois filmes, em 2003 e 2009.

Fernanda também comentou que o tema central da série, um relacionamento amoroso de um casal desconjuntado, foi referência para outros pares de suas outras séries, como Vade Retro (2017) e Separação?! (2010).  

É fácil perceber também uma semelhança entre Os Normais e Shippados, nova série de Fernanda e Alexandre Machado sobre um casal de problemáticos, Rita (Tatá Werneck) e Enzo (Eduardo Sterblitch).

"O legal de Os Normais é que eram pessoas normais, porém loucas. Em Shippados são pessoas loucas, mas normais. Tá todo mundo louco, mas agindo normalmente", tentou explicar a autora, para confusão do público e dos próprios atores.

Esse é o primeiro trabalho de Fernanda para o Globoplay, após assinar dez séries para a TV Globo. Ela afirmou que a emissora a deixou totalmente livre para criar o que quisesse e que a escolha de Sterblitch e Tatá para os papéis principais não poderia ter sido mais acertada.

"Não houve dúvida nenhuma para escolher os dois. É muito agradável escrever pra atores que a gente já sabe quem são. E o ator de comédia costuma ser muito inteligente. São três casais, e os personagens de Clarice Falcão e Luís Lobianco ficam nus o tempo inteiro. Tudo isso para a gente fazer sucesso. Por favor, gente, eu preciso de um sucesso", apelou.

Tudo sobre

Fernanda Torres Globo

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está gostando de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook