Fenômeno

Por que Grey’s Anatomy é sucesso de audiência após uma década no ar?

Fotos: Divulgação/ABC

Ellen Pompeo, Kevin McKidd e Martin Henderson na 13ª temporada de Grey's Anatomy - Fotos: Divulgação/ABC

Ellen Pompeo, Kevin McKidd e Martin Henderson na 13ª temporada de Grey's Anatomy

JOÃO DA PAZ - Publicado em 20/11/2016, às 06h11

No ar desde 2005, Grey’s Anatomy é um fenômeno. A 13ª temporada, que estreia nesta segunda (21) no Brasil, no canal Sony, é a quinta maior audiência entre o público adulto nos Estados Unidos. Na primeira temporada, a série sobre a rotina de um hospital de Seattle atraiu 18,5 milhões de americanos por episódio. Atualmente, a produção é vista por 8 milhões de pessoas, um número respeitável para os Estados Unidos.

Mas por que Grey’s Anatomy, criada por Shonda Rhimes (How to Get Away with Murder, Scandal), consegue se manter no topo durante tantos anos? O Notícias da TV listou quatro fatores que ajudam a entender a popularidade da série:

 

O veterano cirurgião Richard Webber (James Pickens Jr.) pode perder o emprego neste ano

Dramas envolventes
É impressionante como Grey’s Anatomy consegue mexer com a emoção do telespectador após 269 episódios exibidos. São tramas e mais tramas criadas para, com precisão, surpreender o público. A atual temporada, por exemplo, trará uma mulher que impede o relacionamento de sua irmã com um homem (por ciúme), briga entre cirurgião e estagiário, chefe experiente ameaçado por uma jovem profissional. A série promete histórias envolventes e não mostra sinal de desaceleração.

 

Mesmo sem as estrelas Katherine Heigl (à esq.) e Sandra Oh, série continua no topo

Poder de renovação
Em 11 anos, o drama hospitalar perdeu três protagonistas de peso: Katherine Heigl (única atriz de Grey’s Anatomy vencedora de um Emmy), Patrick Dempsey e Sandra Oh. Apesar de fãs ameaçarem nunca mais assistir à série após as despedidas dos seus queridos personagens, o abandono não se concretizou. A atração continua forte com atores que chegaram no meio do caminho, como Caterina Scorsone, Jerrika Hinton e Kelly McCreary.

 

Em episódio da nova temporada, médicos brincam de inventar histórias na mesa de cirurgia 

Humor 'quebra-gelo'
A tensão no fictício hospital Grey Sloan Memorial é sempre quebrada com humor leve e irônico. Quem não é uma boa piadista, como a cirurgiã residente Stephanie Edwards (Hinton), tem de se enturmar e embarcar nas brincadeiras. Não tem canto do hospital onde o humor é proibido, nem na mesa de cirurgia. É comum ver os médicos fazendo fofocas e ironizando os colegas enquanto operam um paciente.

 

Os atores Patrick Dempsey e Ellen Pompeo formavam um casal ideal em Grey's Anatomy

Romances de novela
Em 2014, a revista Cosmopolitan fez um levantamento sobre quantos casais Grey’s Anatomy teve até então: nada menos do que 46! Todo tipo de relacionamento já foi representado na atração, de chefe com estagiário a encontros gays.

O casal protagonista era formado por Derek Shepherd (Patrick Dempsey) e Meredith Grey (Ellen Pompeo). Mas, na reta final da décima primeira temporada, Derek morreu após ser atropelado por um caminhão e entrar em coma vegetativo. Rumores apontaram que Dempsey foi demitido da série após desentendimento com Shonda Rhimes _a saída dele surpreendeu o elenco.

A 13ª temporada de Grey's Anatomy vai ao ar às segundas-feiras, às 21h, no canal Sony.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook