Perry Mason

O que a nova minissérie da HBO tem a ver com Seu Madruga e Chaves?

Montagem/Divulgação/FX/BBC

Os atores Matthew Rhys em The Americans e Tatiana Maslany em Orphan Black; agora estão na HBO - Montagem/Divulgação/FX/BBC

Os atores Matthew Rhys em The Americans e Tatiana Maslany em Orphan Black; agora estão na HBO

JOÃO DA PAZ - Publicado em 22/04/2019, às 06h08

Chegou o momento no qual é possível fazer uma conexão entre uma minissérie da HBO e o mexicano Chaves (1971-1980). O canal de Game of Thrones fará um drama com os vencedores do Emmy Matthew Rhys (The Americans) e Tatiana Maslany (Orphan Black) sobre Perry Mason, eternizado por Seu Madruga, que o chamou de Pede Mais Um.

Em Era Uma Vez Um Gato, episódio dividido em duas partes, um dos mais adorados pelos fãs de Chaves, o personagem vivido por Ramón Valdés (1923-1988) se atrapalhou ao falar o nome do icônico advogado. No original, Seu Madruga chamou o figurão de Perro Menso, algo como cachorro bobo/tonto. Na dublagem brasileira, ficou eternizado como Pede Mais Um, nome presente no imaginário do público.

Os atores Roberto Bolaños e Ramón Valdés no episódio Era Uma Vez Um Gato, de 1975

Entenda o caso: o Professor Girafales (Rubén Aguirre, 1934-2016) deu um gato para Quico (Carlos Villagrán), mas o bichano não aguentou ficar com o menino e fugiu. O filho de Dona Florinda (Florinda Meza) se deseperou ao descobrir que o pet morreu, atropelado pelo Chaves (Roberto Gómez Bolaños, 1929-2014). Cínico, ele se defendeu, dizendo que o acidente foi sem querer querendo. Quico refutou essa esquiva do colega e em meio a trocas de farpas, o Professor Girafales propôs um julgamento.

Foi aí que Seu Madruga disparou: "Isso, como nos programas de televisão daquele advogado, o Pede Mais Um". De bate-pronto, ele foi corrigido pelo professor sabichão: "Perry Mason!". Seu Madruga fez a confusão com o nome duas vezes.

Era Uma Vez Um Gato foi exibido pela primeira vez na Televisa em 1975. Na época, a série Perry Mason (1957-1966) já era clássica. No Brasil, o drama do advogado foi exibido pela Rede Record.

Perry Mason tem seu lugar na história por ter sido a primeira série com uma hora de duração feita para a TV, exibida na rede CBS. O personagem, um advogado criminal que defendeu, na maioria das vezes, clientes acusados de assassinatos, foi inspirado em uma criação do autor Erle Stanley Gardner (1889-1970).

Raymond Burr (1917-1993) deu vida a Perry Mason e foi indicado ao Emmy de melhor ator de série dramática ator por três vezes, ganhando duas: em 1959 (na 11ª edição do Oscar da TV) e em 1961.

Versão da HBO

Raymound Burr como Perry Mason na série homônima

Em 2016, a HBO anunciou que queria fazer uma produção sobre o famoso advogado criminal, desenvolvido pelo ator Robert Downey Jr. (Homem de Ferro). Foi decidido que a atração seria uma minissérie, escrita e produzida pela dupla Rolin Jones e Ron Fitzgerald (de Friday Night Lights). Fitzgerald será o showrunner.

Perry Mason será interpretado por Matthew Rhys. O brilhante advogado irá se deparar com um caso escandaloso, um sequestro de uma criança no ano de 1932, em Los Angeles. A série promete retratar uma época fervilhante na cidade californiana, que parecia ilesa à Grande Recessão, que assombrou os americanos na década de 1930.

Los Angeles era sede dos Jogos Olímpicos, a indústria cinematográfica se preparava para entrar na Era de Ouro e havia um movimento evangelístico forte. Entra em cena a personagem de Tatiana Maslany, irmã Alice, líder da Radiant Assembly of God (Assembleia Radiante de Deus), uma pregadora insaciável e altamente influente.

A personagem de Tatiana lembra uma evangelista da vida real. Fundadora da Igreja do Evangelho Quadrangular, Aimee Semple McPherson (1890-1944) sacudiu Los Angeles entre os anos 1920 e 1930, com uma pregação potente e se aproveitando das ondas do rádio. Celebridade, ela ergueu o Angelus Temple em 1925 (de pé até hoje), que recebia mais de 10 mil pessoas quando Aimee liderava os cultos.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu casal favorito no Power Couple?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook