Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

O Senhor do Tráfico

Escobar foi um Poderoso Chefão de verdade, diz diretora de série

Divulgação/Caracol Televisión

O ator Andrés Parra como o traficante Pablo Escobar na série Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico - Divulgação/Caracol Televisión

O ator Andrés Parra como o traficante Pablo Escobar na série Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico

JOÃO DA PAZ

Publicado em 12/9/2014 - 14h05
Atualizado em 13/9/2014 - 13h14

“As pessoas de fora da Colômbia veem [Pablo] Escobar como um personagem fictício, como se fosse um personagem de O Poderoso Chefão. Quando elas procuram imagens de arquivo, se dão conta que tudo aconteceu de verdade, que Escobar matou políticos, juízes, ministros e jornalistas de verdade. Aí o choque é muito grande”.

A declaração é de Juana Uribe, criadora e produtora da série Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico, elogiada produção que estreia nesta segunda (15), às 21h, no canal +Globosat. Com 74 episódios, a série da rede Caracol, da Colômbia, é baseada em fatos reais e reconstitui a vida do maior traficante da América Latina, assassinado pela polícia em 1993, sobre um telhado, enquanto tentava fugir. A série teve a participação de 1.300 atores e gravações em 450 locações, de Miami a Bogotá e Medelín.

“O objetivo da série é mostrar que o crime não compensa” afirma Juana ao Notícias da TV. “A história de Pablo Escobar não deve ser repetida”. Ela sofreu de perto as consequências dos atos do chefão do cartel de Medelín. Sua mãe foi sequestrada e um tio foi executado pelo crime organizado.

Para criar a série, Juana se jogou em uma profunda pesquisa na mídia e se inspirou no livro La Parábola de Pablo (2001), do escritor Alonso Salazar. Juana reencena toda a trajetória de Escobar, da infância até virar chefe internacional de tráfico de drogas, responsável pela comercialização de 80% da cocaína consumida no mundo todo na virada dos anos 1980 para a década de 1990.

Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico, exibida em 2012 na Colômbia, apresenta a transformação do menino astuto em um matador implacável. Expõe a influência que o traficante teve na vida econômica política e social da Colômbia por aproximadamente duas décadas.

“Ele inundou o mundo e a Colômbia com sangue e cocaína. Corrompeu políticos, polícia e toda a sociedade. Fez uma geração inteira de servos, seu exército pessoal. Poucas pessoas se opuseram a Escobar e quase todas morreram quando tentaram fazer isso”, lembra a diretora.

Crime como ele é

Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico mostra também o que muitos colombianos consideram o lado bom de Escobar. O traficante ficou conhecido em sua cidade, Medelín, por ajudar os mais pobres com comida, roupas e até casas.

Juana, porém, não concorda com as boas intenções de Escobar. “Eu acho que ele sempre agiu com o interesse de ter dinheiro e poder”, afirma. “Ao entregar casa aos mais necessitados, por exemplo, Escobar logo teria um bairro incondicionalmente aos seus pés. Dali recrutava meninos para serem seus capangas”.

O ator Andrés Parra dá vida ao traficante Pablo Escobar (Foto: Divulgação/Caracol Televisión)


Programa: Pablo Escobar: O Senho do Tráfico. Estreia: 15/09

Quando: segunda à sexta, às 21h (total de 74 episódios)

Onde: +Globosat


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas