Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CIDADE INVISÍVEL

Cuca da Netflix, Alessandra Negrini celebra série com identidade brasileira

Divulgação/Netflix

Alessandra Negrini como Inês em cena da série Cidade Invisível

Alessandra Negrini como a misteriosa Inês de Cidade Invisível; atriz elogia a produção da Netflix

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 8/2/2021 - 6h50

Com uma extensa carreira em produções da Globo, Alessandra Negrini faz a sua estreia como uma das protagonistas de séries da Netflix em Cidade Invisível, novidade do catálogo da plataforma. Intérprete da Cuca, personagem do folclore nacional, a atriz celebra a oportunidade de participar de uma série com a identidade brasileira.

Atualmente com 50 anos, Alessandra conhece as histórias das lendas do folclore brasileiro desde pequena. Como muitas crianças pelo país, ela ouvia de sua mãe e avó os contos da Cuca, do saci e de outras criaturas da floresta.

"Não precisei estudar quase nada [para a série], porque já conheço essas histórias desde a infância. Eu cresci ouvindo as histórias do nosso folclore. O folclore é vivo, são histórias que as pessoas passam de geração para geração. Foi assim comigo e com meus filhos, depois que ouvi minha mãe e minha avó contá-las", diz a atriz em entrevista exclusiva ao Notícias da TV.

Alessandra se sentiu atraída pela história desde o primeiro momento em que leu o roteiro. A familiaridade com esse novo mundo de fantasia e a possibilidade de trabalhar com Carlos Saldanha (da franquia A Era do Gelo) influenciaram para que aceitasse o projeto.

"Achei tudo muito lindo e atraente. Fora que poder levar nossas histórias, as raízes brasileiras, para mais de 190 países é uma aventura fascinante. Eu me sinto muito honrada e orgulhosa de fazer parte deste projeto", conta.

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Inês usando seus poderes de Cuca

Em Cidade Invisível, sua versão da Cuca chama-se Inês, uma mulher misteriosa e que transforma a vida do protagonista Eric, personagem de Marco Pigossi, em um pesadelo.

Com tantas adaptações das lendas do folclore nacional já apresentadas em produções para a TV e o cinema, Alessandra revela estar feliz por poder criar a própria versão e ainda compara sua Cuca com a do Sítio do Picapau Amarelo, obra máxima de Monteiro Lobato (1882-1948).

"A Cuca do Sítio é inesquecível. A nossa não é para crianças, a série é para maiores de 16 anos, e o Carlos Saldanha fez a sua versão. Ela é uma feiticeira poderosa, que vira borboleta e consegue enxergar os medos mais escondidos das pessoas, aqueles que elas criaram quando eram criaças. É muito legal poder contar essa versão."

Diferentemente da versão do Sítio, a Inês de Cidade Invisível não é descrita pela atriz como uma vilã, apesar de seu tom ameaçador. Segunda ela, a missão da personagem é servir como uma protetora de todas essas entidades do mundo.

"A Inês é a chefe das entidades todas, a grande mãe protetora. Ela acolhe esses seres, que na história vivem meio à margem, foram banidos do seu lugar de origem (a mata) e estão meio perdidos na cidade. As entidades começam a morrer, e esse é o drama", explica.

Assista ao trailer de Cidade Invisível:


Leia também

Web Stories

+
Como Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?