THE BLACKLIST

Crise faz Globo 'economizar' série nacional e exibir enlatado no horário nobre

Divulgação/NBC

O atoro James Spader em The Blacklist, série batizada pela Globo de Lista Negra - Divulgação/NBC

O atoro James Spader em The Blacklist, série batizada pela Globo de Lista Negra

DANIEL CASTRO e JOÃO DA PAZ - Publicado em 23/09/2015, às 14h06

Devido ao momento ruim pelo qual passa o país e também por uma questão de estratégia, a Globo decidiu guardar para 2016 a série Supermax, sobre um reality show gravado em uma prisão desativada, com Cleo Pires e Mariana Ximenes e participação de Pedro Bial. No lugar da série, que estrearia no próximo dia 2, após o Globo Repórter, na vaga de Verdades Secretas, a emissora apresentará The Blacklist, rebatizada de Lista Negra. A crise, enfim, fez a Globo recorrer a um enlatado em pleno horário nobre, como era comum na programação da emissora nos anos 1980 (Casal 20, por exemplo) e 1990 (Plantão Médico).

O Notícias da TV apurou que a Globo optou por adiar a estreia de Supermax porque o mercado publicitário não passa por um bom momento, consequência da recessão econômica. A emissora não teria dificuldade propriamente em vender a série, mas avaliou que não atrairia "dinheiro novo" com a superprodução _apenas deslocaria para Supermax verbas que vão entrar em outros programas.

Do ponto de vista estratégico, a emissora negocia uma parceria internacional para lançar Supermax simultaneamente no Brasil e no exterior. A série já quase está toda gravada.

Protagonizada por James Spader, The Blacklist já está caminhando para a terceira temporada nos Estados Unidos _a rede NBC a coloca no ar em outubro. No Brasil, o canal AXN estreia a segunda temporada em novembro. A Globo irá enxugar os 22 episódios da primeira temporada em apenas 12. A série ficará no ar até dezembro.

A Globo diz que é "normal" exibir séries americanas no horário nobre. A mais recente foi Revenge, apresentada aos domingos após o Fantástico, no ano passado.

The Blacklist conta a história de Raymond Reddington (Spader), um dos homens mais procurados pelo FBI. Quando finalmente a polícia federal dos Estados Unidos o prende, ele convence os agentes de que pode ajudar a capturar outros criminosos e negocia, assim, sua permanência em liberdade. E exige trabalhar ao lado da policial novata Elizabeth Keen (Megan Boone). 

Nos EUA, The Blacklist registrou 14,95 milhões de telespectadores na temporada de estreia, cravando a quarta posição no ranking de audiências. Caiu um pouco na segunda temporada (2014-2015): 13,8 milhões de telespectadores por semana.

Obsessão

A Globo também já escolheu a substituta de Revenge: será Stalker. A produção estreia no próximo dia 12, depois do Programa do Jô. A série policial, estrelada por Maggie Q e por Dylan McDermott, trata sobre crimes de perseguição, voyeurismo e assédio cibernético, entre outros. Stalker foi cancelada e não passou da primeira temporada, que teve 20 episódios


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você espera de O Sétimo Guardião?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook