Comédia premiada

Autor de Will & Grace revela pressão para 'curar' personagem gay

Divulgação/NBC

O ator Eric McCormack interpretou o advogado gay Will Truman em Will & Grace, entre 1998 e 2006 - Divulgação/NBC

O ator Eric McCormack interpretou o advogado gay Will Truman em Will & Grace, entre 1998 e 2006

REDAÇÃO - Publicado em 30/06/2015, às 15h21

Um dos criadores da comédia Will & Grace, David Kohan revelou ter sido pressionado a "curar" o protagonista gay da série, um dos maiores sucessos da TV dos EUA no final dos anos 1990. "Eu me recordo que um dia o meu empresário perguntou: Ei, não tem como você fazer Will virar hétero?", contou Kohan para o site da revista Variety. Kohan deu a entender que o empresário tentou mudar a orientação sexual do personagem antes de a série estrear, para facilitar as negociações com a rede NBC. "Não foi fácil", disse. "Havia uma certa apreensão no ar."

Na série, Will Truman (Eric McCormack) conheceu Grace Adler (Debra Messing) quando ambos eram estudantes da Universidade de Columbia, em Nova York _ele de Direito e ela de Arquitetura. Os dois chegaram a namorar antes de Will "sair do armário". Mesmo depois disso, os dois continuaram amigos e dividiram um apartamento em Nova York. Com pensamentos conservadores, Will demonstrava um cuidado excessivo com limpeza e não escondia a insegurança nos relacionamentos. 

A aposta de Kohan deu certo, mesmo em uma época na qual não era comum ter personagens gays em séries, muito menos como protagonista. Durante oito temporadas, entre 1998 e 2006, Will & Grace foi indicada ao Emmy 86 vezes e ganhou 16 estatuetas. Chegou a ter 17 milhões de telespectadores em média por episódio e foi a nona série de maior audiência da TV norte-americana.

"O público passou a ser mais receptivo com a história do que os críticos diziam", afirmou Kohan. Acreditava-se que temas tabus e personagens controversos não renderiam boa audiência nem repercussão positiva. Ele dá crédito à NBC por apostar na dinâmica dos personagens, não se prendendo à sexualidade deles.

Além disso, Kohan não acredita que o sucesso da série se deu por uma fórmula revolucionária. "De certa forma, Will & Grace não é tão diferente de I Love Lucy", compara. "Tínhamos raízes familiares, um dos motivos de identificação do público."


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook