Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Capítulos de 25 a 29/4

Os Dez Mandamentos: Balaão manda sacrificar sobrinhos de Betânia

Munir Chatack/Record

Leonardo Vieira (Balaão) em cena de Os Dez Mandamentos, novela bíblica da Record - Munir Chatack/Record

Leonardo Vieira (Balaão) em cena de Os Dez Mandamentos, novela bíblica da Record

REDAÇÃO

Publicado em 24/4/2016 - 7h41

RESUMO: Corá (Victor Hugo) levará os filhos de Adira (Rayana Carvalho) para o palácio de Balaque (Daniel Alvim) após não conseguir matá-los. Balaão (Leonardo Vieira) ordenará que as crianças sejam entregues aos sacerdotes e oferecidas em sacrifício, mas Betânia (Marcela Barrozo) encontrará os sobrinhos e, com apoio de Balaque, evitará que o ritual seja realizado

Segunda, 25/4 (Capítulo 16)

Corá leva os filhos de Adira para o palácio do rei Balaque.  Hur pede Miriã em casamento. Ela se irrita porque acha que o joalheiro foi forçado por Moisés. Rishon ataca Adira dentro de casa. Natan se desespera quando volta à caverna e percebe que as crianças não estão mais por lá. Diante do rei e da rainha, Corá apresenta as crianças e diz que já cuidou para que o servo não incomode mais. Corá conta que Ada foi sequestrada e Balaque recompensa Corá. O rei manda esconder as crianças para que Betânia não veja os sobrinhos. Balaão sugere que Betânia seja gentil com o rei. Caso contrário, ele não vai contar sobre sua filha. Miriã recusa o pedido de Hur. Balaão ordena que os sobrinhos de Betânia sejam entregues aos sacerdotes para sacrifício a Baal. Betânia encontra Haya e Abner pelo palácio. Elda avisa a Balaque que Betânia encontrou as crianças e que eles não poderão mais ser sacrificados. Abner conta a Betânia que Adira foi sequestrada e que e Jetro e Natan estão mortos. Ada diz que não vai desistir de Josué. Ana explode e avisa que eles vão se casar assim que Josué voltar de viagem. Jaque e Jerusa estão cuidando das ovelhas quando Zur chega. Tanya desconfia quando Betânia conta sem querer que os filhos de Adira enterraram o avô. Tanya conta para Elda sobre o que ouviu das crianças e a rainha fica desconfiada. Em Hesbom, Reino dos Amorreus, o rei Seom está com o general Oren quando um soldado entra com Natan ferido. Ele diz que o rapaz está delirando e repete que precisa ver Moisés.

Terça, 26/4 (Capítulo 17)

Ferido, Natan desmaia. Ada apanha de Joana e diz que vai se vingar. Betânia agradece Balaque por seus sobrinhos. Zípora repreende Ada e diz que ela deve mudar de atitude porque Josué e Ana vão se casar. Zípora conta a Moisés que Ana e Ada brigaram por Josué e que Jaque beijou Zur. Zelofeade grita por socorro quando vê Abigail com sangramento entre as pernas. Gahiji se declara para Leila. Joquebede chega para amparar Abigail, que chora desesperada. Zelofeade ora para Deus salvar o bebê e a esposa. Zípora reúne as mulheres para orar por Abigail. Zur pergunta a Abirão e Datã onde Moisés guarda as tabuletas. Elda confidencia a Balaque que está desconfiada de Balaão. O rei diz que tomará cuidado com ele. Betânia chora com saudade de Jetro. Adira dorme e Rishon entra em seu quarto. Ela acorda assustada e desesperada. Dois servos de Oren cuidam de Natan, que está delirando e chama pelas crianças. Abigail sente as dores do parto. Leila ajuda a irmã. Zur entra escondido na tenda de Moisés e pega algumas tabuletas. Moisés chega ao quarto e percebe seu baú aberto.

Quarta, 27/4 (Capítulo 18)

Zur se esconde quando Moisés entra no quarto. Ele olha desconfiado para o baú aberto, mas se distrai com a chegada dos filhos, Gerson e Eliezer. Joquebede faz o parto de Abigail com ajuda de Miriã. Rishon tenta agarrar Adira, que o morde e consegue fugir. Zelofeade anuncia pelo acampamento o nascimento do bebê. Leila e Gahiji combinam manter segredo sobre o namoro. Moisés diz a Hur que lamenta o que ocorreu entre ele e sua irmã. Zur lê as tabuletas que roubou de Moisés, mas não acha o que procura. Abner diz a Betânia que eles precisam sair logo de Moabe e encontrar Adira. Balaão convence Balaque de que pode apagar as lembranças ruins de Haya e Abner, para que eles possam viver felizes no palácio, ao lado de Betânia. No deserto, Corá rasga a própria roupa e mastiga ervas alucinógenas. Ele cai desacordado e é encontrado por viajantes. Quando desperta, diz que é hebreu e que foi atacado. Balaão tenta convencer Betânia a deixar que ele faça as crianças esquecerem do passado, mas ela não permite. Josué retorna ao acampamento e conta que Corá não voltou com a comitiva. Zur pergunta sobre Jetro e Josué conta a Moisés que o sogro está morto e que Betânia casou com o rei.

Quinta, 28/4 (Capítulo 19)

Moisés fica chocado ao saber da morte de Jetro. Ele faz várias perguntas para Josué, que conta ainda sobre Adira e os sobrinhos de Zípora. Betânia aceita que as crianças passem pelo ritual de Balaão. Betânia encontra Balaão e diz que autoriza o procedimento em seus sobrinhos. Talita conta para Adira que Rishon a atacou pela madrugada. Adira diz que precisa encontrar os filhos. Dorcas avisa que a partir daquela noite Talita vai dormir no quarto com ela. Zur conta a Jaque que Moisés concordou com o pedido de casamento. Ela o abraça, emocionada. Moisés pede para ficar a sós com Zípora e começa a contar sobre o que aconteceu em Moabe. Abner e Haya são conduzidos por Tanya até Balaão. O menino resiste e tenta fugir, mas é convencido por Betânia. Bina, fora de si, se revolta por achar que Corá está morto no deserto. Josué e Calebe encontram Corá machucado e desacordado com um grupo de viajantes. Balaão faz a hipnose nas crianças, mas o feitiço não dá certo. Ada se revolta com a morte do pai e o sofrimento das irmãs e diz que Moisés deve ir até Moabe vingar a morte de sua família. Balaão conta para Balaque e Elda que não conseguiu entrar na mente das crianças e que a única explicação é a proteção do Deus de Israel. O rei determina que as crianças sejam criadas longe do palácio.

Sexta, 29/4 (Capítulo 20)

Elda e Balaão concordam com a ideia do rei de mandar os sobrinhos de Betânia para outra cidade. Betânia avisa a Balaão que não vai mais admitir interferência na vida de Abner e Haya. Natan desperta assustado e não reconhece onde está. Oren, Siloé e Lemuel explicam para o servo de Jetro que ele está na cidade dos amorreus e que foi encontrado no deserto. Abner, revoltado, grita que o rei é um assassino. Betânia repreende o sobrinho. Zur acha que Corá está fingindo. Corá conta a Zur que matou Natan, mas não teve coragem de matar as crianças, então as levou para o rei Balaque. Natan diz que precisa encontrar as crianças, mas ainda está tonto e é amparado. Zípora e Moisés contam aos filhos que Jetro, Adira, e as crianças morreram. Oren, o general, conta a Seom, o rei, que Natan acordou, mas ainda não conseguiu saber de quem ele é servo. Zípora pergunta sobre as terras de Midiã a Moisés e ele diz que agora elas pertencem aos genros. Ela lembra a Moisés que ele e Balaque são os genros de Jetro. Oren pergunta a Natan se ele conhece Moisés. Natan hesita, mas confessa que estava levando as crianças, sobrinhos de Moises, para o acampamento do líder hebreu. Oren também conta a ele que um homem chamado Corá tentou matá-lo e que eles precisam ir ao acampamento para tirar a história a limpo.


Capítulos fornecidos pelas emissoras; sujeitos a alteração sem aviso prévio


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de Os Dez Mandamentos


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas