Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Sete Vidas

Miguel encontra amor do passado e se livra da culpa pela morte da mãe

Reprodução/TV Globo

Miguel (Domingos Montagner) encontrará um amor de infância nos próximos capítulos de Sete Vidas - Reprodução/TV Globo

Miguel (Domingos Montagner) encontrará um amor de infância nos próximos capítulos de Sete Vidas

ODARA GALLO

odara@noticiasdatv.com

Publicado em 27/5/2015 - 5h43

Luís (Thiago Rodrigues) ajudará o pai biológico, Miguel (Domingos Montagner), a encontrar Luiza, sua primeira namorada, e o aventureiro conseguirá se livrar da culpa pela morte da mãe. Nos próximos capítulos de Sete Vidas, novela das seis da Globo, o advogado decidirá investigar se Augusto (Celso Frateschi), pai de Miguel, abusou sexualmente de Luzia e descobrirá que ele é mesmo culpado, como Miguel havia desconfiado na época.

Para explicar um pouco sobre sua personalidade arredia e a dificuldade de se fixar em relacionamentos, Miguel contou a Júlia (Isabelle Drummond) que se sente culpado pela morte da mãe. Quando era adolescente, ele viu o pai sair da casa de sua vizinha, que era era sua namorada, e, ao vê-la abotoar a roupa chorando, acusou o pai de ter abusado dela.

O pai, que era médico, disse que havia examinado a garota, e a versão foi confirmada pela mãe da menina. Abalado, Miguel saiu de casa em sua moto e a mãe o seguiu, sofrendo um acidente fatal em seguida. Ele se culpa por ter provocado desnecessariamente esse acidente.

No capítulo previsto para ser exibido no próximo dia 11, Júlia estará conversando com Luís sobre Miguel ter abandonado Lígia mais uma vez e dirá que o entende, por conta do passado sofrido do oceanógrafo. Nesse momento, o advogado fará questão de saber o que o pai biológico esconde. “A verdade, Luís, é que quando a gente viajou pra Patagônia, o Miguel acabou me contando uma história que ele viveu no passado. Uma história dura e muito sofrida”, dirá a restauradora.

Luís ouvirá todo o relato e levantará uma suspeita sobre o pai de Miguel. “Bom, mas alguém precisa dizer pra ele que esse suposto crime já prescreveu, tem mais de 30 anos. Por outro lado, eu estava aqui pensando: e se esse pai realmente tentou assediar a menina?”, questionará, antes de pedir mais informações.

“Mas por que você está perguntando isso, Luís? Você está pensando em tentar investigar alguma coisa?”, perguntará Felipe (Michel Noher). “Eu não posso prometer nada, mas, sei lá, talvez valha a pena tentar”, finalizará o advogado.

Miguel se livra da culpa

Miguel será procurado por Dona Cida (atriz ainda não divulgada), a vizinha que inocentou seu pai da acusação de abuso. Na conversa, a mulher dirá que Augusto deixou a casa deles de herança para ela, e que precisa de uma assinatura do ambientalista para concluir o processo. Ele se disponibilizará, mas ficará abalado com o encontro.

Durante as investigações, ele descobrirá o paradeiro de Luzia, interpretada na fase jovem por Cynthia Senek, filha de Dona Cida, e ela irá contar sua versão da história. A ex-namorada revelará a Miguel que Augusto subornou sua mãe para que ela mentisse e o inocentasse da acusação de abuso. O protagonista, então, ficará livre da culpa que sentia por achar que havia acusado o pai injustamente e por ter provocado o acidente que levou sua mãe à morte.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Cinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas