'Torre de Babilônia'

Lésbicas não vão morrer, diz autor de Babilônia: 'Onda de boatos'

ELLEN SOARES/TV GLOBO

Nathalia Timberg e Fernanda Montenegro com os figurinos que usaram em casamento em Babilônia - ELLEN SOARES/TV GLOBO

Nathalia Timberg e Fernanda Montenegro com os figurinos que usaram em casamento em Babilônia

DANIEL CASTRO - Publicado em 28/04/2015, às 06h49

Babilônia não será uma nova Torre de Babel, novela de 1998 em que duas lésbicas, rejeitadas pelo público, tiveram que morrer na explosão de um shopping center. Segundo o autor Ricardo Linhares, não procedem os rumores de que as personagens de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg deixarão a trama nas próximas semanas. "Está havendo uma onda de boatos. Nenhuma das duas vai morrer", diz.

Responsável por Babilônia ao lado de Gilberto Braga e João Ximenez Braga, Linhares nega desentendimento entre os três e que Silvio de Abreu, autor de Torre de Babel e atualmente diretor de Dramaturgia diária da Globo, tenha assumido o texto da novela, mesmo que temporariamente. Abreu, afirma, se limitou a editar 12 capítulos da novela das nove, os condensando nos seis que foram ao ar na semana passada. 

"Silvio não reescreveu nenhum capítulo de Babilônia. Ele apenas reeditou 12 capítulos da novela. Isso foi feito de comum acordo entre todos nós e a direção da emissora. Ao mesmo tempo [em que Silvio reeditava], nós escrevíamos os novos capítulos, que começaram a ir ao ar nesta semana", afirma.

Nos novos capítulos, Babilônia sofre uma grande reviravolta: No capítulo de ontem, Inês (Adriana Esteves) divulgou um vídeo que mantinha desde o primeiro capítulo, no qual Beatriz (Gloria Pires) aparecia beijando Cristóvão (Val Perré). Beatriz será expulsa de casa e da empresa por Evandro (Cassio Gabus Mendes) e se vingará atirando em Inês, que ficará entre a vida e a morte.

Linhares também afirma que essa reviravolta também estava no roteiro. "Não houve mudança na trama da novela. Estamos seguindo tudo o que estava planejado na sinopse, mas que estava previsto para acontecer por volta do capítulo 80", diz. Ou seja, os acontecimentos foram antecipados em quase 40 capítulos.

"Nós antecipamos essa trama com o objetivo de acabar com a cumplicidade entre Beatriz e Inês. Pelo previsto, elas começariam brigando, com a chantagem [do vídeo de Beatriz com Cristóvão]. Depois, virariam cúmplices nas armações. E então virariam inimigas novamente. Sentimos que havia necessidade de acirrar a animosidade entre elas logo. Pulamos uma etapa, portanto", explica.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual foi o melhor reality da TV neste ano?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook