Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Sete Vidas

Lésbica de Regina Duarte tem recaída e beija ex-namorado

Reprodução/TV Globo

Esther (Regina Duarte) vai encontrar amor do passado e ter recaída em Sete Vidas, novela das seis - Reprodução/TV Globo

Esther (Regina Duarte) vai encontrar amor do passado e ter recaída em Sete Vidas, novela das seis

ODARA GALLO

odara@noticiasdatv.com

Publicado em 25/6/2015 - 0h43
Atualizado em 25/6/2015 - 5h22

O reencontro com José Renato (Jonas Bloch), um amor do passado, vai fazer com que Esther (Regina Duarte) sofra uma recaída em Sete Vidas, novela das seis da Globo. Lésbica assumida, ela ensaiará uma volta ao armário na reta final da história e beijará seu ex-namorado da juventude após um longo e entrosado papo. No capítulo do dia 4, na penúltima semana do folhetim, Esther e José Renato, advogado que cuida do caso da separação de Luís (Thiago Rodrigues) e Branca (Maria Manoella), terminarão um jantar em clima romântico.

"Às vezes eu me pergunto como é que eu pude fazer dois filhos tão diferentes. Sim, porque os dois polarizam: a Laila [Maria Eduarda de Carvalho] é temperamental, kamikase, destemida; já o Luís...", falará a professora, durante a conversa. "Bom, antes que você me fale do seu filho, que a essa altura eu posso dizer que já conheço, essa moça que você estava descrevendo aí se parece muito com uma namorada que eu tive na época da faculdade", lembrará o advogado, em tom sedutor. "O seu lado impetuoso, surpreendente, que foi o que mais me atraiu lá atrás, felizmente ainda está aí, não é mesmo?", dirá.

No entrosamento dos dois, a cena cortará para o final da noitada, quando o advogado parar com o carro em frente ao prédio em que Esther mora com o filho. Nessa hora, uma coincidência acabará deixando o clima romântico, quando o rádio começar a tocar Chega de Saudade, na voz de João Gilberto.

"Não acredito no que eu estou ouvindo", dirá ele. "Você tocava isso no violão o tempo todo. Eu achava a coisa mais romântica do mundo você escolher essa música pra mim. Mas depois você me confessou que era a única que você sabia tocar", recordará a professora, divertida.

"Engraçado... Você, que é um cara cético, que não acredita em nada que não seja pão-pão, queijo-queijo, como é que você explica uma coincidência dessas? Essa música tocar justamente agora?", questionará Esther.

José Renato aproveitará a deixa para jogar mais charme. "Seria ingrato se dissesse que não existe sorte depois dessa: dar de cara com você num almoço de trabalho. Fora retomar a nossa conversa, mais de 40 anos depois, e tudo ainda fazer sentido. Ou será que eu estou enganado?", falará.

"Eu não acho que você esteja. É que tem tanto tempo já que eu estou organizada, encontrada comigo mesma, que eu não sei muito bem o que fazer com isso agora", responderá ela, antes de ser surpreendida com um beijo do advogado.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?