Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Reviravolta

Império: Ex-mulher de Silviano, Marta salvou mordomo da miséria

Reprodução

O ator Othon Bastos na pele do mordomo Silviano da novela Império, da TV Globo - Reprodução

O ator Othon Bastos na pele do mordomo Silviano da novela Império, da TV Globo

REDAÇÃO

Publicado em 15/1/2015 - 5h41

Maria Marta (Lilia Cabral) revelará que salvou Silviano (Othon Bastos) da miséria nos próximos capítulos de Império, da Globo. A madame foi casada com o mordomo, mas o público também descobrirá que os dois eram inimigos até ela dar trabalho para ele não morrer de fome. Silviano perdeu tudo o que tinha porque era viciado em jogo. Juntos, os dois vão deduzir que foi Téo Pereira (Paulo Betti) quem mandou roubar documentos sobre o passado da “imperatriz”.

A reviravolta, que revelará que eles já foram casados antes de Marta se unir a José Alfredo (Alexandre Nero), está prevista para ir ao ar a partir do dia 26 na novela das nove. Lorraine (Dani Barros) vai invadir a residência do mordomo e levará um álbum contendo documentos sobre a união dos dois. A mulher de Ismael (Jonas Torres) fará isso a mando de Érika (Letícia Birkheuer). Primeiro, Marta e Silviano vão achar que Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) foi quem entrou lá.

Enquanto eles tentam desvendar quem pode ser o ladrão, Marta vai ser rude com o funcionário e ex-marido. Ela o mandará continuar a chamando de madame, e não pelo nome. É aí que a mulher de José Alfredo revelará ao telespectador que ele estava na miséria quando virou seu mordomo. “Nada mudou desde que eu te dei uma chance de vir trabalhar para mim como única alternativa para não morrer de fome”, dirá Marta.

Em seguida, a mãe de José Pedro (Caio Blat) vai afirmar que Silviano era viciado em jogo e perdeu tudo o que tinha. “Você foi meu marido, depois meu inimigo, e hoje é meu maior amigo, a pessoa em quem eu mais confio”, falará a madame, deixando sem explicação o motivo de eles terem se separado e virado inimigos por um período de tempo.

A conversa dos dois será interrompida porque Maria Clara (Andreia Horta) chegará. Na sequência, Silviano avisará Marta de que está desconfiado de que o autor do roubo seja o blogueiro Téo Pereira. Dias antes de essa cena ir ao ar, o jornalista marcará uma entrevista com o mordomo e ficará intrigado quando Silviano se irritar com perguntas em torno do primeiro casamento da patroa. Marta arregaçará as mangas e dirá que vai tirar essa história a limpo de qualquer jeito.

No decorrer da próxima semana, o autor da trama, Aguinaldo Silva, vai fazer bastante suspense sobre quem foi o primeiro marido de Marta. Isso dará a entender que Fabrício Melgaço, identidade do homem que roubou a fortuna do comendador em um banco suíço, pode ser o ex da “imperatriz”.

Álbum de recortes

Após furtar o álbum de recortes e documentos na casa de Silviano, Lorraine entregará o objeto a Érika. A loira fará uma investigação atrás de seu grande “furo” de reportagem antes de dar o material para Téo. Lorraine só entrará na casa de Silviano porque a assistente de Téo prometerá lhe pagar uma “boa grana” por isso. A mulher de Ismael é a única pessoa que sabe onde o mordomo mora porque foi à casa dele buscar uma sacola de dinheiro no episódio que culminou no roubo do diamante cor-de-rosa.

Sem saber o paradeiro de seu álbum, o mordomo ficará arrasado e correrá para casa de Marta de pijama. “Naquele álbum estava toda a sua história, a verdadeira história, documentada em todos os detalhes. E nesse exato momento tem alguém lendo tudo a seu respeito. Principalmente que eu, Renato Silviano dos Santos Muniz, fui seu primeiro marido! Por favor, madame, me ajude, eu não sei como resolver esse problema. Estou em pânico”, dirá Silviano.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.