Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RECONCILIAÇÃO

Deus Salve o Rei: Em meio a lágrimas, Rodolfo conquista o perdão de Afonso

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Rodolfo (Johnny Massaro) implora o perdão de Afonso (Romulo Estrela) na novela das sete - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Rodolfo (Johnny Massaro) implora o perdão de Afonso (Romulo Estrela) na novela das sete

REDAÇÃO

Publicado em 14/7/2018 - 11h37

Os irmãos Afonso (Romulo Estrela) e Rodolfo (Johnny Massaro) irão se reconciliar em uma cena repleta de lágrimas e emoção nos últimos capítulos de Deus Salve o Rei. O caçula contará ao rei de Montemor o plano armado por Otávio (Alexandre Borges) para matá-lo. O dono do trono se antecipará e enviará carruagens vazias para a batalha, enganando os soldados de seu rival e surpreendendo com um contra-ataque. Após derrotar o soberano da Lastrilha, Rodolfo dará o perdão a Afonso.

A reconciliação terá lágrimas e emoção na reta final da novela das sete. Justo, o personagem de Romulo Estrela também pedirá para Rodolfo o perdoar por ter abdicado do trono e o deixado sozinho para governar Montemor, mesmo sabendo de seu despreparo.

Após conseguir o que mais queria, conquistar o reino de Artena, Otávio se verá desobrigado a ser afável com seu aliado e parceiro investidor no ataque.

Ofendido com o desprezo do personagem de Alexandre Borges, o rei de Alcaluz seguirá o conselho de Lucréia (Tatá Werneck) e decidirá ir a Montemor avisar o irmão dos planos do oponente de matá-lo em uma emboscada.

"É muita insolência sua pisar de novo em Montemor! Você se aliou ao meu maior inimigo, Rodolfo! O canalha invadiu Artena e resistiu ao meu exército graças ao seu dinheiro!", reagirá Afonso.

Rodolfo responderá calmamente: "É justamente por causa de Otávio que eu estou aqui, meu irmão. Ele não sabe que eu estou aqui! E você vai me escutar! Porque não está diante de um inimigo. Você está diante do seu único irmão!", lembrará o personagem de Johnny Massaro.

"Otávio planeja matá-lo amanhã. Ele fará uma emboscada quando você estiver a caminho da reunião no conselho da Cália. O plano é matar, num só ataque, você, o rei Augusto [Marco Nanini] e o rei de Alfambres [Arnaldo Marques]", revelará Rodolfo.

Mesmo desconfiado, por se tratar de mais um plano de Otávio, o soberano de Montemor dará um voto de confiança ao irmão e enviará uma falsa comitiva no lugar da sua. Os guardas do vilão realmente estarão a postos para atacar. Os soldados de Montemor derrotarão os de Otávio.

"Espero que agora você acredite que eu estou mesmo do seu lado, Afonso", falará o soberano de Alcaluz, arrependido. "Obrigado, Rodolfo, você salvou as nossas vidas", dirá o mocinho.

Rodolfo pedirá para falar a sós com o rei e implorará por seu perdão. "Muito bem, Rodolfo, você já provou que estava falando a verdade... O que você quer agora?", perguntará Afonso. "Voltar para a minha casa, para Montemor! Para este castelo."

"Eu sei que você não tem motivos para confiar em mim. Menti pra você, pro povo de Montemor e até menti para mim mesmo, quando imaginei que podia ser um rei. Mas agora estou aqui, diante de você, para fazer uma confissão. A minha vida toda eu tive inveja de você, Afonso", admitirá Rodolfo. Afonso irá se emocionar com as palavras do irmão. "Se eu fosse tão perfeito quanto você diz, eu não teria falhado com você."  

"E eu só me dei conta do quanto eu amo você, meu irmão, quando pensei que ia te perder naquela emboscada. Por favor, me deixe voltar para Montemor, me deixe voltar a ser seu irmão. Eu preciso do seu perdão", implorará o ex-marido de Lucrécia.

"Eu também preciso que você me perdoe, Rodolfo. Eu abdiquei do trono e o abandonei, no momento em que você mais precisava de mim. Seja bem-vindo de volta, meu irmão", responderá o rei, dando um abraço forte em Rodolfo.

As cenas estão previstas para ir ao ar a partir do dia 21 em Deus Salve o Rei.

Últimas de Deus Salve o Rei


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera ver na TV em 2021?