ROBERTO BIRINDELLI

Ator recebe ameaças de morte de paraguaios por papel em novela inédita

PAULO BELOTE/TV GLOBO

O ator uruguaio Roberto Birindelli caracterizado com farda militar como o gereral paraguaio Solano López em gravação de Nos Tempos do Imperador

Roberto Birindelli como o general Solano López em Nos Tempos do Imperador: ameaças de morte

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 06/04/2020, às 05h48

Aos 57 anos, o ator Roberto Birindelli vive uma situação inédita em sua carreira: está recebendo ameaças de morte da população paraguaia por causa de seu trabalho. E o pior é que a novela Nos Tempos do Imperador ainda nem estreou! "Eu não posso mais entrar no Paraguai!", confessa ele, em um tom meio de brincadeira, meio temeroso.

Na próxima trama das seis, adiada por causa da pandemia de coronavírus, Birindelli dá vida ao general paraguaio Solano López, que bateu de frente com dom Pedro 2º (Selton Mello) na Guerra do Paraguai (1864-1870).

Como o imperador brasileiro é o protagonista da história de Alessandro Marson e Thereza Falcão, sobrou para o rival o papel de vilão --só que o militar é um grande herói para a população do pequeno país latino, que não está lidando muito bem essa representação negativa do general.

"Recebo desde mensagens que questionam o meu papel a ameaças de morte. Eu até tento justificar, falo que a novela conta a versão brasileira dos fatos. Quando se trata de uma guerra, qualquer coisa que seja dita vai indignar um dos lados. Se não indignasse ninguém, não haveria guerra, não é?", questiona o uruguaio.

A participação de Birindelli ocorrerá no início da trama, quando uma comitiva do general tem um encontro desastroso com o imperador no Centro-Oeste brasileiro. Depois, ele voltará na reta final da história, quando a Guerra do Paraguai de fato explode. As primeiras sequências já foram gravadas, e o ator já estava preparado para esperar pela volta ao trabalho quando soube que as gravações tinham sido interrompidas para proteger a equipe da Globo.

Isolado em sua casa, ele tenta achar uma lição positiva para tirar da loucura que o mundo está atravessando. "Ok, é uma prisão, é um confinamento, mas às vezes a gente precisa de algo explodindo na cara para entender que muita coisa precisa ser mudada. Eu não tenho consumido nada, mas confesso que não sinto falta, só das pessoas. A gente dá muito valor para o dinheiro, às coisas materiais, do que às outras pessoas. Quando voltar ao normal, acho que isso vai mudar", filosofa.

divulgação/fox

Birindelli, como o traficante Pepe, contracena com Julio Andrade (Cadu) em 1 Contra Todos


De vilão a figura paternal

Enquanto espera para voltar aos estúdios de Nos Tempos do Imperador, Birindelli pode ser visto na quarta (e última temporada) de 1 Contra Todos, exibida toda sexta, às 22h30, no canal Fox. Na produção, o ator uruguaio dá vida a outro estrangeiro, o boliviano Pepe, chefão do tráfico cujos caminhos se cruzam com o de Cadu (Julio Andrade) desde a primeira leva de episódios, lançada em 2016.

Curiosamente, o personagem deveria ter morrido no ano de estreia, mas o diretor Breno Silveira e sua equipe de roteiristas gostaram tanto de Birindelli e de sua visão para Pepe que ele ganhou sobrevida. Acabou virando uma figura paternal para o protagonista --do qual também se tornou sogro e mentor.

"A relação entre o Pepe e o Cadu cresceu até um ponto em que não dava para matar mais. E aí foi possível construir uma curva para esses dois personagens, desenvolver essa relação. A terceira temporada para mim foi incrível, porque eu pude entender de onde o Pepe veio. Deu para ver que dentro daquele psicopata existe um homem", diz.

O ator ainda defende que seu personagem nunca foi exatamente um vilão, apenas tomou caminhos errados. "Se ele fosse o presidente da Mercedes-Benz, era fácil. Tem a fortuna, achou o cara certo para casar com a filha dele, herdar suas terras, iam viver felizes para sempre. Só que ele não é nada disso, é o chefe do tráfico. É um 'traficante com alma', e isso confunde o público. O que é ótimo!", valoriza.

Para Birindelli, Pepe é o personagem mais importante de sua carreira --mais até do que o Josué, braço direito do protagonista vivido por Alexandre Nero em Império (2014), . "É disparado o meu trabalho mais marcante, muito à frente do segundo colocado. Tive mais repercussão com ele do que qualquer novela, mais do que Império, apesar de o Nero ter sido um grande parceiro. Mas nada se compara."

"Eu dei entrevistas para vários países, porque a série é um sucesso não só no Brasil. Arrisco dizer até que faz mais sucesso lá fora do que aqui. Realmente impactou muito o público e a minha carreira. E não conseguiu quatro indicações ao Emmy à toa, é realmente um projeto incrível", elogia o ator.


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas no podcast Noveleiros

Listen to "#9: Quem é quem na novela do BBB?" on Spreaker.

Últimas de Nos Tempos do Imperador

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve reprisar depois de Novo Mundo?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook