Império

Aguinaldo Silva copia rival Walcyr Carrasco em 'morte' de José Alfredo

Reprodução/TV Globo

Alexandre Nero em Império; José Alfredo será enterrado vivo em cena idêntica à de Walcyr Carrasco - Reprodução/TV Globo

Alexandre Nero em Império; José Alfredo será enterrado vivo em cena idêntica à de Walcyr Carrasco

PAULO PACHECO - Publicado em 27/11/2014, às 12h45 - Atualizado às 14h18

A sequência em que José Alfredo (Alexandre Nero) fingirá estar morto e será enterrado vivo em Império, prevista para ir ao ar na segunda quinzena de dezembro, não é inédita nas novelas da Globo. O novelista Aguinaldo Silva se inspirou em uma situação já escrita por outro autor da Globo, justamente seu maior rival, Walcyr Carrasco, com quem já trocou farpas nas redes sociais. Em Sete Pecados, em 2008, Priscilla Fantin passou pela mesma situação a ser encarada por Alexandre Nero: tomou uma poção "mágica" que a fez perder os sinais vitais, foi enterrada com um celular e quase morreu de verdade.

Para escapar da prisão, José Alfredo (Alexandre Nero) será enterrado vivo com um celular e um cilindro de oxigênio. Ele se fingirá de morto após tomar uma poção feita por um curandeiro e desmaiará ao flagrar Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) na cama com Maria Marta (Lilia Cabral).

Com a morte atestada pelo médico da família, o comendador será enterrado, mas antes pedirá a Josué (Roberto Birindelli) um celular e um cilindro de oxigênio para usar ao "ressuscitar". No caixão, entretanto, ele se desesperará e quase morrerá.

A ideia é a mesma da novela Sete Pecados, de Walcyr Carrasco. Na última semana da trama das 19h, em fevereiro de 2008, Beatriz (Priscilla Fantin) bebeu uma poção entregue pela "anja" Custódia (Claudia Jimenez). A motivação era praticamente a mesma de José Alfredo: escapar da cadeia (ela já estava presa). Durante o velório, os "anjos" deixaram no caixão um celular, mas o aparelho para o qual Beatriz telefonou estava fora da área de cobertura. Ela foi salva por Dante (Reynaldo Gianecchini).

A rivalidade entre Aguinaldo Silva e Walcyr Carrasco é notória. O autor de Império já acusou o colega de ter "roubado" a ideia de "mãe humilde que sofre com a ambição do filho" de Fina Estampa em Morde & Assopra, ambas de 2011. O novelista também provocou Carrasco ao dizer que não haverá beijo gay nas novelas dele, referindo-se ao beijo de Amor à Vida, em janeiro deste ano.

Silva também cutucou o rival quando foi criticado por telespectadores pelos irmãos Maria Isis (Marina Ruy Barbosa) e Robertão (Rômulo Arantes Neto). "Magnólia e Severo deviam ter jogado Isis e Robertão na lixeira quando nasceram. Aí todo mundo ia achar engraçadíssimo!", escreveu no Twitter, referindo-se ao primeiro capítulo de Amor à Vida, em que Félix (Mateus Solano) jogou a filha recém-nascida de Paloma (Paolla Oliveira) em contêiner.

Assista à cena de Sete Pecados:


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está curtindo o programa Se Joga?
Sim, é divertido e leve.
22.27%
Não é horrível, mas também não é bom.
26.34%
Não, achei muito ruim, uma vergonha.
27.00%
Prefiro A Hora da Venenosa.
24.40%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook