AÇÃO INÉDITA

Globo vende espaço em sua programação para divulgar filme de dono da Record

REPRODUÇÃO/PARIS FILMES

O ator Petrônio Gontijo interpreta o bispo Edir Macedo na cinebiografia Nada a Perder - REPRODUÇÃO/PARIS FILMES

O ator Petrônio Gontijo interpreta o bispo Edir Macedo na cinebiografia Nada a Perder

DANIEL CASTRO e GABRIEL PERLINE - Publicado em 29/03/2018, às 07h04

Em uma ação comercial inédita, a Record comprou horários nos intervalos da Globo para anunciar o lançamento do filme Nada a Perder, cinebiografia de Edir Macedo que estreia nesta quinta (29) nos cinemas de todo o Brasil. É a primeira vez que a Globo vende espaço em sua programação para anunciar produtos vinculados à emissora da Igreja Universal, instituição alvo de pesadas denúncias em seus telejornais nos anos 1990, como relatam os livros em que se baseiam o longa-metragem.

A negociação foi intermediada pela Paris Filmes, responsável pela execução e distribuição do longa. A Record é a principal produtora do filme, ou seja, sua dona majoritária. São dos quadros da emissora o diretor do longa (Alexandre Avancini), o elenco e seu principal articulador, Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo e autor da biografia de Macedo.

Foram comprados espaços em oito programas da Globo, em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Brasília e Manaus. Em São Paulo e Rio serão oito comerciais de 30 segundos até domingo. Valores não foram revelados.

Serão feitas inserções no intervalo do Mais Você, do Bom Dia Brasil, da primeira edição dos telejornais locais (que entram no ar ao meio-dia), do Caldeirão do Huck, das Orgulho e Paixão, Deus Salve o Rei e O Outro Lado do Paraíso e do Fantástico.

Também produzido pela Record, o filme de Os Dez Mandamentos não foi divulgado na Globo, mas teve seus direitos de exibição comprados pela Globosat e entrou para a grade dos canais Telecine.

A vida do bispo
Nada a Perder já conta com mais de 4 milhões de ingressos vendidos, de acordo com o levantamento da Record e da Paris Filmes, e bateu o recorde de filme com maior bilheteria antes da estreia.

O longa é a primeira parte de uma trilogia que conta a história do bispo Edir Macedo, dono da Record e fundador da igreja Universal do Reino de Deus.

Protagonizado por Petrônio Gontijo e por Day Mesquita (que interpreta Ester Bezerra, mulher do bispo), o filme é baseado nos livros homônimos escritos pelo próprio Edir Macedo. O enredo explora as adversidades e turbulências enfrentadas pelo empresário na criação de seu império religioso.

Globo, Edir Macedo, Record e Igreja Universal protagonizaram uma das maiores rivalidades da história da mídia brasileira. Nos anos 1990, com o crescimento da Universal, a igreja e Macedo passaram a frequentar os blocos policiais dos telejornais da Globo.

O auge desse conflito ocorreu entre 1995 e 1996, quando a Globo exibiu uma minissérie, Decadência, de Dias Gomes, em que Edson Celulari interpretava um ambicioso pastor claramente inspirado em Edir Macedo. Enquanto isso, o Jornal Nacional exibia um vídeo em que Macedo ensinava os bispos da Universal a "arrancar" dinheiro dos fiéis.

No primeiro filme Nada a Perder, no entanto, não há nenhuma referência à Globo. O trailer mostra políticos e empresários se articulando contra a compra da Record pelo religioso, mas não há citação à rede rival ou à família Marinho, que a controla.

Confira o trailer do filme, no qual o comercial da Globo é baseado:

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook