Lisa Taback

De olho em prêmios, Netflix contrata estrategista especializada em vencer Oscar

Divulgação/Netflix

As atrizes Gugu Mbatha e Mackenzie Davis em San Junipero, episódio de Black Mirror vencedor de Emmy - Divulgação/Netflix

As atrizes Gugu Mbatha e Mackenzie Davis em San Junipero, episódio de Black Mirror vencedor de Emmy

REDAÇÃO - Publicado em 18/07/2018, às 18h09

A Netflix anunciou uma contratação que abalou os bastidores de Hollywood nesta quarta-feira (18). A gigante do streaming assinou com Lisa Taback, estrategista especializada em promover filmes concorrentes ao Oscar. Em 25 anos de carreira, ela trabalhou em campanhas de marketing de sete longas que venceram o maior prêmio do cinema.

Lisa chega para fazer com que a Netflix se torne não apenas concorrente aos grandes prêmios de Hollywood, mas que tenha força para ganhá-los. Sua contratação ocorre uma semana depois de a Netflix superar a rival HBO e quebrar uma hegemonia de 17 anos do canal pago no Emmy. A plataforma de streaming abocanhou 113 indicações para o Oscar da TV deste ano, contra 108 da HBO. A cerimônia de entrega das estatuetas será em 17 de setembro.

Desde que entrou no mundo da produção de séries e filmes, em 2013, a Netflix tem somente dois grandes prêmios para seus títulos: melhor documentário no Oscar (Ícaro) e melhor telefilme (o episódio San Junipero, de Black Mirror), no Emmy. Na premiação do sindicato dos atores, chamada SAG Awards, o elenco de Orange Is the New Black ganhou três estatuetas.

A estrategista Lisa Taback, nova contratada da Netflix 

O acordo de Lisa com a Netflix é de exclusividade. Porém, ela continuará como consultora de alguns clientes até o fim da atual campanha do Emmy, além do Oscar do ano que vem.

A estrategista levará colaboradores próximos de sua firma independente de relações públicas, a LT-LA. Ela ganhou o cargo de vice-presidente de premiações da Netflix e, no novo posto, passará a ter contato direto com o executivo Ted Sarandos, chefe de conteúdo da empresa.

De acordo com o site da revista The Hollywood Reporter, que divulgou a notícia, a Netflix se fortalece não apenas por fechar uma aliança com uma pessoa de peso dos bastidores de Hollywood, mas também por desfalcar concorrentes, que não poderão contar mais com os serviços de Lisa no futuro.

Muitas vitórias
A especialidade dela é com filmes, categoria em que a Netflix ainda não conseguiu se destacar nas premiações, pois sempre há dúvida se os longas da plataforma devem ser considerados cinema (Oscar) ou telefilmes (Emmy).

No currículo de Lisa, estão campanhas vencedoras no Oscar de melhor filme, como Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016), Spotlight: Segredos Revelados (2015), O Artista (2011), O Discurso do Rei (2010), Chicago (2002), Shakespeare Apaixonado (1998) e O Paciente Inglês (1996).

No Emmy, a consultora fez um trabalho de perto com a rede NBC nos últimos anos. Em 2017, por exemplo, emplacou This Is Us como concorrente em melhor drama, categoria que não via uma série de TV aberta em cinco anos.

Para 2018, a NBC recebeu 78 indicações, mais do que o dobro da segunda colocada entre as redes abertas: a CBS, com 34.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que jornalista está fazendo o melhor trabalho durante a pandemia?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook