Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FILME NACIONAL

Fora das novelas, Nívea Stelmann enfrenta predador sexual em Tormento

Reprodução/Tia Maria Filmes

Nívea Stelmann sentada em um colchão em cena do filme Tormento

Nívea Stelmann em cena de Tormento; filme nacional estreia nas plataformas digitais nesta quinta (1º)

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 1/4/2021 - 7h01

Sem contrato com a Globo desde 2015 e sem atuar em novelas desde uma pequena participação em Verão 90 (2019), a atriz Nívea Stelmann volta a ser estrela de uma produção nacional em Tormento (2021), filme do diretor Ricardo Rama que chega às plataformas digitais do Brasil nesta quinta-feira (1º).

No longa, ela interpreta Débora, uma advogada bem-sucedida do Rio de Janeiro, apaixonada por sua família. Certa noite, ela deixa a sua filha, ainda bebê, sob os cuidados da babá para sair de casa. Antes de entrar no carro, porém, ela é rendida por um misterioso homem que a sequestra e a leva como refém para a sua casa.

Trancada no porão do desconhecido, Débora é brutalmente violentada. Seu estado de choque e o tamanho do homem a impedem de se debater e tentar uma fuga. Com a câmera do diretor o tempo todo focada em seu rosto, é inevitável não sentir a sua dor e angústia.

Passados os instantes iniciais do cárcere da protagonista, o filme finalmente nos revela a identidade do predador. Trata-se de Alberto Divino (Luiz Guilherme), locutor de uma rádio carioca e apresentador de um programa da madrugada que dá conselhos amorosos.

Para a sociedade, Divino é um cara comum e solitário, mas educado com todos. Sua voz grossa cativa os ouvintes, e sua ex-mulher e sua filha desejam que ele encontre alguém para não passar os restos de seus dias solteiro. Em sua intimidade, no entanto, ele se mostra um psicopata frio e calculista, sem qualquer remorso do que faz com suas vítimas.

O predador trata Débora como um troféu. Conforme o tempo passa, Divino vai guardando os recortes de jornais que falam sobre o desaparecimento da advogada, o fazendo sempre com um sorriso no rosto. Presa no porão, a protagonista conta os dias com riscos na parede, sem qualquer perspectiva de liberdade.

O elenco enxuto e os poucos cenários apresentados em Tormento passam a impressão de ter sido um filme gravado em meio à pandemia de Covid-19, mas Ricardo Rama e sua equipe finalizaram a produção em 2015. Com poucos personagens, o foco do longa é inteiramente na relação entre o predador e sua vítima.

Débora se destaca de muitos trabalhos anteriores de Nívea. Em grande parte do filme, a atriz de 47 anos está trancafiada no fundo da casa, e suas expressões são sempre de dor e desespero. Sempre com lágrimas nos olhos e um olhar vazio, a personagem pouco lembra as jovens vigorosas que ela interpretou em seu início de carreira.

Além de Nívea e Guilherme, o elenco ainda conta com Lu Grimaldi, Yana Sardenberg e Nill Marcondes. Tormento está disponível nas plataformas Now, Vivo Play, Sky, iTunes, Google Play e Microsoft.

Assista ao trailer abaixo:


Leia também

Web Stories

+
Caso Evandro e A Mulher na Janela chegam aos streamings; saiba maisPróximos filmes da Marvel têm Pantera Negra e Os Eternos; confira lista completaAplauso final: Despedida de Paulo Gustavo abala família, amigos e fãsComo fênix, Juliette renasceu dentro do BBB21; relembre a trajetória da finalistaPlanta faz isso? Mesmo sem protagonismo, Camilla chega à final do BBB21

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou dos casais do Power Couple Brasil 5?