Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NATAL À BRASILEIRA

Com briga familiar e 'tio do pavê', Leandro Hassum acerta em estreia na Netflix

Divulgação/Netflix

Leandro Hassum com chapéu de Papai Noel para divulgar o filme Tudo Bem no Natal que Vem

Leandro Hassum é o protagonista de Tudo Bem no Natal que Vem, novo filme nacional da Netflix

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 3/12/2020 - 6h45

A Netflix entrou de cabeça no espírito natalino brasileiro com Tudo Bem no Natal que Vem, comédia que marca a estreia de Leandro Hassum como o protagonista de um filme original da plataforma e que estreia no catálogo nesta quinta-feira (3). Com direito a brigas familiares e o famoso "tio do pavê", o longa equilibra o humor e a emoção sem perder a qualidade, um acerto para o serviço de streaming.

Dirigido por Roberto Santucci, que trabalhou com o ex-ator da Globo em O Candidato Honesto (2014) e Até que a Sorte nos Separe (2012), Tudo Bem no Natal que Vem conta a história de Jorge (Hassum), um pai de família que sempre odiou o Natal por fazer aniversário justamente em 25 de dezembro.

Para Jorge, tanto a véspera quanto o dia do Natal poderiam passar em branco. O problema é que sua mulher, Laura (Elisa Pinheiro), sempre foi apaixonada pela data. Sem opção, ele é obrigado a passar por todas as "tradições" que o típico brasileiro enfrenta todos os anos: lojas lotadas, trânsito na rua, presentes caros e o calor do verão.

Para piorar a situação, toda comemoração na casa do protagonista é sempre a mesma. Sua sogra (Louise Cardoso) chega para palpitar na sua vida, o cunhado (Rodrigo Fagundes) o aborda para pedir dinheiro e o tio de Laura (José Rubens Chachá) nunca perde uma oportunidade de perguntar se o pavê está ali "pa vê ou pa cumê".

Revoltado, Jorge deixa claro para todos o quanto odeia o Natal. Ao perceber o ódio do rapaz, o avô de Laura, Nhanhão (Levi Ferreira), que sempre amou essa época, joga uma maldição: todo 24 de dezembro, o protagonista acordará sem memória alguma do resto do ano. Ele viverá apenas as vésperas de seu aniversário, como se fossem um dia após o outro.

Deste modo, Tudo Bem no Natal que Vem (2020) se inspira no clássico Feitiço do Tempo (1993) para recontar a clássica história do personagem que vive o mesmo dia todos os dias. A diferença para o longa da Netflix é que Jorge não vive repetidamente o 24 de dezembro daquele ano, ele "apenas" não se lembra dos outros, o que lhe dá a impressão de viver somente um dia por ano.

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

O Natal de Jorge sempre tem discussões familiares

O típico Natal brasileiro

Para Hassum, o grande mérito do filme é captar com realismo as características de uma típica comemoração de Natal no Brasil. "Muita gente pode se identificar com o filme porque toda família tem isso. O cunhado que pede dinheiro emprestado, as brigas em família. O que eu acho que foi uma boa sacada da Netflix foi fazer um filme que capta as características de um Natal brasileiro", diz o ator ao Notícias da TV.

Segundo ele, o fato de Tudo Bem no Natal que Vem captar fielmente as tradições brasileiras tornou o trabalho do elenco mais fácil. "As cenas ficam mais simples para nós realizarmos porque todos nós já passamos por isso Um tio mala todas as famílias têm".

Com o grande alcance da Netflix, o filme de Santucci será disponibilizado para 190 países. Na opinião de Arianne Botelho, intérprete de Aninha, filha de Jorge, a possibilidade de apresentar a cultura do Brasil nesta época é uma das maiores virtudes da produção.

"Acho isso muito legal. Não só pela identificação de milhões de brasileiros ao assistir ao filme, mas saber que 190 países vão poder assisti-lo me dá uma sensação muito boa. É um ponto positivo de fazer um trabalho com a Netflix", opina.

No fim, Tudo Bem no Natal que Vem se prova um filme que ultrapassa as características básicas de comédias brasileiras e consegue emocionar o público com a história de redenção entre Jorge e o Natal. De acordo com o protagonista, o principal objetivo do longa é tentar resgatar o espírito natalino nas pessoas e fazê-las valorizarem mais os momentos de ternura em família.

"Acredito que todos nós já estivemos nesse lugar de não ver o ano passar. Não notar um toque, um carinho ou uma conversa por estar tão preso no trabalho. Esse filme, sem dúvida, nos tocou nesse ponto. Com tudo que veio após gravarmos o filme, de estarmos passando por esse isolamento e sermos forçados a conviver mais em família, acho que nos ajudou a perceber a importância destes momentos."

Confira abaixo o trailer de Tudo Bem no Natal que Vem:


Leia também

Web Stories

+
Fim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileirosLonge dos holofotes: Veja por onde andam cinco atores de Hilda FuracãoAtaque de fã-clube e troca de professor: Cinco tretas marcantes na Dança dos Famosos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você vai acompanhar após o fim do No Limite e Power Couple?