Nico Puig

Na Itália, ex-galã da Globo manda currículo para trabalhar com George Clooney

Divulgação

O ator e designer Nico Puig, galã da Globo na década de 1990, durante viagem a Roma, na Itália - Divulgação

O ator e designer Nico Puig, galã da Globo na década de 1990, durante viagem a Roma, na Itália

FERNANDA LOPES - Publicado em 08/06/2018, às 05h24

Galã da Globo e da Record nos anos 1990, Nico Puig está longe das novelas desde 2011 e decidiu tentar uma nova chance na Itália. O ator de 45 anos deixou a TV para ser designer de móveis sustentáveis e foi até a Europa para ver novidades da área. Aproveitou a viagem para mandar seu currículo para a série Ardil-22, dirigida de George Clooney. A atração tem toda a produção concentrada na Sardenha, ilha ao leste da Itália.

"Estava tendo o casting [escalação], tomei liberdade e mandei meu material. Mesmo não atuando mais na área, acredito que não deixo de ser ator. Simplesmente coloquei essa profissão em segundo plano e estou priorizando meu lado B, que se tornou meu lado A. Mandei o material sem pretensão, porque estou na Sardenha e esse seriado será todo rodado aqui. Quem não arrisca não petisca", diz.

Até agora, Nico ainda não teve nenhuma resposta concreta sobre os papéis em Ardil-22, mas já recebeu um retorno de que seu currículo está com a produção. A série se passa na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), com foco em um batalhão da Aeronáutica norte-americana.

"Se tiver alguma oportunidade e for para ser meu, vai ser. Acho que a gente tem que dar oportunidade a novas possibilidades. É isso o que eu faço da minha vida. Procuro sempre viver bem e deixar portas abertas", explica.

Se for contratado, Puig terá o primeiro trabalho na TV desde Amor e Revolução (2011), do SBT. De lá para cá, ele tem investido na carreira como designer de móveis e decoração, com foco em peças resgatadas de depósitos de lixo e ferros-velhos.

"Comecei a tomar interesse pela sustentabilidade quando morei em San Francisco (EUA), em 2000. Faço reúso, releitura e resgate. Eu me aproprio de algumas peças que as pessoas descartaram, vejo que elas têm alguma outra utilidade e faço o restauro ou uma releitura, para mobília ou decoração", explica.

Nico recebe clientes em sua casa e presta o serviço de acordo com o pedido de cada um. O ator passou anos tentando conciliar o trabalho na TV com o design de móveis e não se arrepende de ter optado pelo segundo ramo.

"Acho que o mundo está precisando que as pessoas se conscientizem em relação a isso. O Brasil é um país precursor em reaproveitamento. Eu sempre estive intimamente ligado com essa ideia de reciclar, fazer reúso, e fui vendo que isso dá resultado positivo; as pessoas gostam, me consultam. A princípio, surgiu como uma coisa descompromissada, mas foi tomando um caminho maior e melhor", conta.

divulgação/tv globo

Bel Kutner ao lado de Nico Puig durante as gravações da minissérie Sex Appeal, em 1993

Puig trabalhou como ator dos 14 aos 39 anos. Fez 12 produções, na Globo, Record e SBT, como Sex Appeal (1993), Malhação (1995) e Pequena Travessa (2002). Ele diz que já recebeu convites para voltar à TV, mas não tem intenção de aceitá-los.

"Na vida, a gente tem que optar por algumas coisas e abrir mão de outras. Às vezes fico saudoso, mas não me dói o peito. É uma saudade gostosa, com boas lembranças", declara.

"Eu me sinto muito bem com a decisão que tomei. Novelas fizeram parte da minha história, não fazem mais parte da minha vida. Mas, se acontecer um convite maravilhoso, pode ser que eu volte. Quero me sentir feliz com o que estou fazendo aqui hoje, sem pensar muito no futuro", afirma.

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook