PERRENGUE

Mateus Solano conta que já caiu pelado no palco em peça infantil: 'Saí igual lagartixa'

REPRODUÇÃO/GNT

O ator Mateus Solano no programa Que História É Essa, Porchat? desta terça-feira (26), no canal GNT

Mateus Solano relembrou momento inusitado no Que História É Essa, Porchat? desta terça (26), no GNT

REDAÇÃO - Publicado em 27/11/2019, às 12h46

Mateus Solano contou que já caiu pelado no meio do palco durante uma apresentação de peça infantil. O ator relembrou o caso inusitado ocorrido em 2005, no Rio de Janeiro, no programa Que História É Essa, Porchat?, exibido na noite desta terça-feira (26) no canal GNT. "Saí igual uma lagartixa dali", brincou.

No Teatro Tablado, escola referência de teatro no Rio, Solano interpretou o protagonista da peça infantil de fim de ano O Alfaiate do Rei. A trama conta a história de um rei enganado por dois alfaiates, que prometem fazer uma roupa que só os inteligentes podem ver. O resultado é que o monarca fica pelado na frente de todo o reino.

"Na peça, o rei está desfilando pela cidade em uma biga [carroça em formato de meia-lua, veículo romano]. Na cena final, o rei está nu, né? E vem uma criança denunciar que ele está nu. Eu tinha que descer da biga, andar para a coxia e a minha bunda aparecia por alguns segundos, para as pessoas verem o rei nu", começou o ator. 

Neste momento, Solano contou que uma mulher idosa denunciou que havia nudez na peça infantil. "As crianças viam a minha bunda, mas era uma brincadeira. Quando uma criança vê uma bunda, ela pensa maldade?", questionou Solano à plateia. "Até que um dia vem a diretora do teatro me contar que vem um censor, de classificação indicativa", relembrou. 

Para evitar problemas com censura, a diretora da peça sugeriu ao ator mostrasse apenas "meia-bundinha" em cena, e ele acabou caindo. "Se você coloca muito peso na frente da biga ela cai", insinuou ele. Questionado por Fábio Porchat se ele realmente foi ao chão, Solano confirmou. 

Ao declarar que caiu igual uma lagartixa, o ator fez gestos deixando claro que ele rastejou rápido para a coxia do palco, fazendo todos rirem. 

"O censor adorou. Achou que aquilo fazia parte da peça. Ele só não adorou, como criticou a mulher que fez a denúncia, mas disse que só não ficou chateado porque pôde assistir ao espetáculo", finalizou Mateus Solano. 

Confira o relato de Mateus Solano, na íntegra, no Que História É Essa, Porchat?: 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que jornalista está fazendo o melhor trabalho durante a pandemia?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook