Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CASO MARGARIDA BONNETI

Luisa Mell resgata animais de 'casa abandonada' exposta em podcast; vídeo

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Montagem de casarão mal cuidado em Higienópolis e a imagem de um cachorro sendo cuidado por duas mulheres

Casarão mal cuidado em Higienópolis e cão sendo resgatado por equipe do Instituto Luisa Mell

LUIZA LEÃO

luiza@noticiasdatv.com

Publicado em 3/7/2022 - 14h21

O Instituto Luisa Mell resgatou na manhã deste domingo (3) os dois cachorros que estavam na residência de Margarida Bonetti, cuja história foi exposta no podcast A Mulher da Casa Abandonada --escrito e produzido por Chico Felitti para a Folha de S. Paulo. A operação foi acompanhada pela polícia em Higienópolis, bairro nobre de São Paulo.

Após a produção virar um fenômeno nas redes sociais,  a equipe da protetora de animais visitou o local para averiguar o estado dos cães. "A casa não está somente insalubre como com um cheiro terrível. E a dona foi embora!", diz publicação do instituto no Instagram.

Nos vídeos publicados, é possível ver que agentes da lei acompanharam o resgate dos bichos e que há pelo menos seis pessoas envolvidas diretamente na ação.

O delegado Bruno Lima, conhecido por apoiar a causa animal, disse que a Vigilância Sanitária e o Controle de Zoonoses também foram acionados. "Falamos com vários vizinho aqui do entorno, isso aqui é um problema antigo no bairro. Isso é um celeiro de doenças, na verdade, é um problema de zoonose, vigilância sanitária", apontou.

A Mulher da Casa Abandonada

No podcast da Folha, Chico Felitti conta a história de Margarida e René Bonetti, brasileiros que mantiveram uma empregada em situação análoga à escravidão nos Estados Unidos. A mulher viveu por quase 20 anos sem salário, sem passaporte e com o direito à saúde negado. O marido foi condenado a quase sete anos de prisão no exterior. Já Margarida fugiu para o  Brasil e nunca pagou pelo crime.

Na região de Higienópolis, ela se escondia por trás de uma pomada branca no rosto e sob a alcunha de Mari, e vivia em um dos poucos casarões do bairro, que hoje é cercado por prédios. O antigo palacete da região, porém, hoje não passa de uma casa abandonada.

Após a divulgação do material investigativo, a construção virou praticamente um ponto turístico da Zona Oeste de São Paulo, com registros da casa e de sua moradora sendo compartilhados com frequência nas redes sociais. 

Na tarde de sábado (2), residentes de prédios vizinhos acionaram a polícia por causa da grande quantidade de curiosos que se aglomeraram em frente ao imóvel.

Veja aqui os vídeos:

TUDO SOBRE

Luisa Mell


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.