Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NANDA LOREN

Ex-The Voice desabafa sobre depressão e usa drama pessoal para prevenir suicídio

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Nanda Loren em foto publicada em seu Instagram em julho de 2020

Nanda Loren em foto publicada em seu Instagram; ex-The Voice relata drama para conscientizar

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 11/9/2020 - 0h21

[Atenção: este texto pode ser sensível a pessoas com depressão]

Quando participou da quinta temporada do The Voice Brasil, em 2016, a cantora Nanda Loren encantou Claudia Leitte, sua mentora, e o público com seu talento. O que poucos sabiam é que a artista carregava um passado de depressão. Agora, anos depois do reality, ela consegue falar sobre seu drama pessoal como prevenção ao suicídio durante o Setembro Amarelo. 

Neste mês, a compositora decidiu fazer uma série de lives em seu Instagram para reforçar a importância da campanha. Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo, período de prevenção ao suicídio. Durante a ação, um dos pontos fortes é a conscientização.

Em sua luta pessoal, Nanda viu na informação uma forma de enfrentar a depressão. Em 2018, a artista escreveu o livro digital Depois de Sobreviver: Depressão na Adolescência. O desabafo por escrito foi uma das formas que ela encontrou de ajudar as pessoas a lidarem a doença que a afligiu desde a adolescência.

Foi nas páginas de sua obra que os fãs da ex-The Voice souberam que a cantora tentou suicídio aos 18 anos. "Hoje em dia consigo falar abertamente sobre esse período da minha vida, mas foi um momento de muitas batalhas internas. Eu estava passando por uma fase de descoberta e de crescimento, acho que como qualquer adolescente", diz ao Notícias da TV.

"Nessa fase da vida, as emoções ficam muito afloradas e a gente se cobra muito, queremos muito ser aceitos e temos uma ideia distorcida do que é felicidade. Passei por algumas situações difíceis, algumas até traumáticas. E, por não saber muito sobre a depressão, eu achava que eu nunca conseguiria ser feliz, que aquela era a pessoa que eu era. Quando, na verdade, era a doença que tinha mudado muita coisa dentro de mim", analisa.

Nanda Loren no palco do The Voice Brasil, em 2016

Atualmente com 32 anos, Nanda diz que debater o tema, considerado tabu por muitos, é uma das formas mais importantes de promover o cuidado com a saúde mental.

"Hoje em dia eu sinto que tenho controle de mim, da minha mente. Mas é algo que não vem do dia para a noite. Se amar e se permitir ser feliz é um exercício diário. Agora, eu entendo que se não tivesse passado por isso tudo não teria a clareza e a maturidade que tenho hoje. Falar sobre ajuda muito. No começo eu não conseguia, era algo muito pessoal e eu tinha um pouco de vergonha até, pois sentia que iria ser julgada", desabafa.

"Mas quanto mais falei, mais postei na internet sobre isso, mais evoluí e me recuperei. Além de ver que não estava sozinha, tinham muitas outras pessoas passando pelo mesmo que eu. Hoje eu uso minha história como ferramenta para ajudar outras pessoas", detalha.

Lives no Setembro Amarelo

E pensando em uma forma de trazer mais conteúdo para seu público, Nanda organizou uma série de lives em seu Instagram. Para isso, convocou amigos famosos para enviar mensagens importantes e positivas para o público.

A primeira transmissão ao vivo aconteceu na quinta-feira (10), justamente no Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Rízia Cerqueira, ex-participante do Big Brother Brasil 2019, falou com a cantora sobre depressão e ansiedade, assuntos debatidos por ela dentro do confinamento.

Durante o mês de setembro, Nanda ainda receberá o humorista Rafael Portugal, a ex-BBB Clara Aguilar e a cantora Karen Alves. Para a compositora, os encontros virtuais servirão para, entre outros objetivos, disseminar que depressão é uma doença grave.

"Já evoluímos bastante com relação a isso, mas ainda temos um longo caminho pela frente. Ainda existe muita gente que não acredita na doença, que não procura ajuda ou que não consegue ter empatia pelo outro", lamenta.

"A conscientização é importante por isso, assim a gente aprende a dar o apoio necessário pra outras pessoas, para os nossos filhos, irmãos, amigos... E assim enxergamos mais claramente também caso aconteça com a gente", alerta.

Nanda mora na Califórnia, Estados Unidos, desde 2017, e segue na carreira artística. Em maio último lançou o single Vou Estar com Você. Em breve, ela trabalhará em uma nova música em parceria com Xande de Pilares.

"Sou muito fã dele, não só como artista, mas como pessoa. O conheci num show na época do Revelação e, depois de muitos anos, entrei em contato com ele novamente. Tive a ideia maluca de misturar pop com samba e ele topou. A música acabou ficando incrível e, em breve, pretendemos lançá-la", adianta.

Confira live de Nanda Lores com Rízia Cerqueira:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou dos participantes do BBB21?

Adorei, prometem barraco e diversão nos próximos meses
9.31%
Não sei ainda, preciso vê-los na casa para formar opinião
39.29%
Pior que A Fazenda, tem 'famoso' ali que eu nunca ouvi falar
19.98%
Não vejo BBB, prefiro ler minha coleção de livros
31.42%