NA UTI

Empresária de Claudia Rodrigues diz que atriz teve melhora: 'Só não anda'

Reprodução/RedeTV!

Claudia Rodrigues durante entrevista ao programa Superpop, da RedeTV!, em agosto do ano passado - Reprodução/RedeTV!

Claudia Rodrigues durante entrevista ao programa Superpop, da RedeTV!, em agosto do ano passado

REDAÇÃO - Publicado em 29/03/2019, às 12h03

Internada na UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, a atriz Claudia Rodrigues apresentou melhora no quadro, mas segue com a mobilidade comprometida. "Ela está se mexendo bem, só ainda não anda", comunicou a empresária da humorista, Adriane Bonato, no Instagram. A estrela de A Diarista (2004-2007), da Globo, é portadora de esclerose múltipla e foi internada após uma convulsão.

A esclerose múltipla provoca lesões nos nervos e gera problemas como perda de visão, dificuldades de locomoção, coordenação motora, fala e dores no corpo.

Segundo Adriane, a atriz já consegue reconhece as pessoas, brinca com a equipe médica da unidade de saúde e até faz exigências sobre a sua alimentação. "Pediu para comer um espaguete à bolonhesa", contou, por meio da postagem.

Por causa do estresse provocado pela internação da amiga, a empresária também foi hospitalizada na terça-feira (26), com fortes dores no peito, e alteração na pressão. Ela passou por uma bateria de exames --eletrocardiograma, ecocardiograma, ultrasom, hemograma completo--, foi medicada e ficou em observação. Agora, já foi liberada pelos médicos para voltar a cuidar de Claudia.

Em um momento conturbado na saúde da humorista e também da empresária, Adriane pediu que fãs, amigos e familiares seguissem com as orações para que ambas apresentassem melhoras.

"Acho que o que aconteceu [comigo] está relacionado a síndrome de burnout", apostou a empresária. O mal é caracterizado por estado físico, emocional e mental de exaustão extrema, resultado de situações emocionalmente exigentes e/ou estressantes. Confira a postagem da empresária:

 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.

Queridos fãs, amigos, familiares e a todos da imprensa, primeiramente quero agradecer todas as manifestações de carinho e orações que eu e a Claudinha Rodrigues estamos recebendo de todos vcs. GRATIDÃO ETERNA! Hoje, ela acordou muito bem e animada, começou a fazer palhaçadas com as enfermeiras, está se mexendo bem, só ainda não anda. Comeu bem ontem, almoçou e jantou e hoje pediu para comer um espaguete à bolonhesa. Mas ainda está na UTI! Quanto a mim, na madrugada de anteontem fui internada aqui no hospital, com suspeita de infarto, pois tive fortes dores no peito, minha pressão que é 9x5 normalmente, foi a 13x10 e despencou para 6x2. Fiz vários exames, (eletrocardiograma, ecocardiograma, ultrasom, hemograma completo), depois fui medicada e fiquei em observação o dia todo, a noite quando estava melhor, me liberaram, para voltar para UTI cuidar da Claudinha. Acho que o que aconteceu está relacionado a síndrome de Bournot. No tempo que fiquei internada, a Amanda, uma amiga que trabalha na hospitalidade do EISTEIN, ficou com ela. Por isso venho pedir que continuem orando por mim e pela recuperação dela, para que volte a andar e saia da UTI o mais breve possível. O segredo é por nas mãos de Deus, ter fé e orar, aí a graça vêm! Eu não disse que a Claudinha ia voltar pra nós? Tem que ter fé e acreditar! ELA VOLTOUUUUUUUUUUU!!! Será que tem alguém AINDA que não acredita que Deus existe e faz milagres na vida das pessoas? ELA É UM MILAGRE DE DEUS!

Uma publicação compartilhada por Claudia Rodrigues Oficial (@claudia_rodrigues_oficial) em


A Diarista

Claudia Rodrigues convive com a esclerose múltipla desde os anos 2000.O diagnóstico veio depois que ela sentiu uma dormência no braço durante uma peça de teatro. A humorista, à época com 30 anos, achou que estava com o início de infarto. Esperou o fim do espetáculo e só então se dirigiu ao hospital. De imediato, ouviu o veredicto sobre a doença neurodegenerativa.

Em 2013, Claudia teve uma de suas mais fortes crises. Até então, detinha o controle da doença. Em 2015, a carioca se submeteu a um transplante de células-tronco. Ela precisou raspar a cabeça e chegou ao seu estágio mais delicado.

Em decorrência disso, o quadro de saúde se estabilizou, até que, em 2017, ela contraiu herpes-zóster. O vírus aumentou o processo inflamatório da doença, que se agravou. Entre outros medicamentos, o uso do canabidiol, um dos componentes da maconha, foi o que ajudou Claudia a suportar as dores da esclerose.

Em entrevista ao Superpop, da Rede TV!, no ano passado, a atriz revelou que o comprometimento do trabalho e da vida social a fizeram desenvolver depressão. "Perdi um programa que era divertido, maravilhoso. Fazia as pessoas rirem", lamentou. Ela contou ainda que encontrou na fé no catolicismo e no carinho da filha, Izabel, a força necessária para encarar a doença. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook