Eles cresceram

De veterinária a missionário: dez astros mirins que mudaram de carreira

Reprodução/Globo

Debby Lagranha e Cecília Dassi: ex-atrizes mirins que abandonaram a profissão - Reprodução/Globo

Debby Lagranha e Cecília Dassi: ex-atrizes mirins que abandonaram a profissão

REDAÇÃO - Publicado em 08/02/2017, às 05h21

O sucesso com algum personagem infantil não garante que os atores mirins continuarão a ter trabalhos na televisão depois de adultos. Conforme crescem, muitos deles percebem que atuar na TV ou no teatro não é o que querem fazer e abandonam suas (curtas) carreiras.

Foram os casos de Debby Lagranha, de A Turma do Didi (1998), e Cecília Dassi, que se destacou em Por Amor (1997). Queridinhas do público da Globo nos anos 1990, hoje elas exercem as profissões de veterinária e de psicóloga, respectivamente. Já Lucas Hornos, o Caquinho de Sai de Baixo (1999-2000), foi ainda mais longe: é missionário evangélico na Alemanha.

Veja por onde andam dez atores mirins que sumiram da TV e mudaram de profissão:

 

Reprodução/instagram

Debby Lagranha com a filha e o marido; ela deixou de ser atriz e trabalha como veterinária

Debby Lagranha
A atriz, que ficou famosa ao interpretar uma personagem também chamada Debby em A Turma do Didi (1998), abandonou a carreira artística, mas continua trabalhando na Globo. Ela se formou em veterinária e trabalha em uma agência que fornece animais para produções da mídia. Ela cuidou da porquinha Lili de Eta Mundo Bom!, por exemplo.

Debby começou a carreira na TV aos seis anos: depois de participar de filmes com Renato Aragão e Xuxa, foi apresentadora do Clube da Criança, na extinta Manchete, em 1997. No ano seguinte, entrou para A Turma do Didi na Globo. Depois, atuou em Malhação (2005), Tapas e Beijos (2011) e Salve Jorge (2012), seu último trabalho. Aos 25 anos, Debby é casada e tem uma filha de três anos.

Reprodução/facebook

Cecília Dassi em sua formatura no curso de psicologia; profissional atende no Rio de Janeiro

Cecília Dassi
Em 1997, Cecília Dassi interpretou a inteligente (e irritante) Sandrinha de Por Amor, que chorava ao ver o pai, papel de Paulo José, beber. Há um bom tempo atuar deixou de ser seu principal interesse. Formada em psicologia, Cecília tem um consultório no Rio de Janeiro, dá palestras e se dedica a ajudar clientes nas áreas de psicoterapia e coaching. Seus últimos trabalhos na TV foram na série A Vida Alheia (2010) e na novela Viver a Vida (2009).

reprodução/facebook

Lucas Hornos transmite sua palavra em culto evangélico; ex-ator trabalhou em Sai de Baixo

Lucas Hornos
Lucas Hornos ficou famoso pelo personagem Caquinho, filho de Caco Antibes (Miguel Falabella) e Magda (Marisa Orth) em Sai de Baixo, em 1999 e 2000. Mas hoje, aos 25 anos, o jovem certamente não veria com bons olhos as falcatruas que seu personagem cometia na ficção, ao lado do pai. Hornos se dedica à sua fé: é missionário de uma igreja evangélica na Alemanha e faz pregação em cultos.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Estudante de publicidade, Victor Cugula diz nas redes sociais que vive "nas sombras de Lucas"

Victor Cugula
Victor Cugula, que interpretou Lucas, o meio irmão de Bruna Marquezine em Mulheres Apaixonadas (2003), filho dos personagens de Tony Ramos e Christiane Torloni, não pensa mais em trabalhar como ator. Ele faz faculdade de publicidade e propaganda no Rio de Janeiro e já trabalha na área. Em seu Instagram, no entanto, o jovem de 19 anos sabe que até hoje é lembrado pelo papel na novela: "Vivendo nas sombras do Lucas" é sua descrição.

reprodução/youtube

O estudante Guilherme Vieira em entrevista que deu a um canal de Youtube em 2016

Guilherme Vieira
Até 2011, Guilherme Vieira vinha desenvolvendo uma carreira consistente na TV: estreou em Vila Madalena (1999), se destacou em Chocolate com Pimenta (2003), Cama de Gato (2009) e Rebelde (2011). Porém, o jovem de 24 anos mudou seus planos de carreira. Longe da TV há cinco anos, ele está terminando a faculdade de administração de empresas. 

reprodução/facebook

O ex-ator Felipe Latgé deixou a carreira na televisão para estudar publicidade e propaganda

Felipe Latgé
O garoto gordinho que era menosprezado pela própria mãe (Bárbara, interpretada por Giovanna Antonelli) em Da Cor do Pecado (2004) mudou bastante. Felipe Latgé não trabalha mais como ator, optou por ficar atrás das câmeras. Ele atuou na área de fotografia e audiovisual de um teatro no Rio de Janeiro e estuda publicidade e propaganda em uma universidade carioca.

reprodução/instagram

Natalia Soutto se formou em cinema e trabalha como assistente de direção em filmes

Natalia Soutto
Destaque no programa Gente Inocente (2000-2002), de Márcio Garcia, Natalia Soutto seguiu carreira como atriz durante alguns anos, mas percebeu que gostava mesmo de ficar por trás das câmeras. Com 27 anos, ela é formada em cinema e já trabalhou em mais de 15 filmes, como De Pernas pro Ar e Vai que Cola. Ela é assistente de direção. Antes de deixar a carreira de atriz de lado, Natalia participou de novelas com A Lua me Disse (2005) e O Astro (2011).

reprodução/instagram

Ana Beatriz Cisneiros cercada de fraldas que ganhou para sua filha, que nasceu em janeiro

Ana Beatriz Cisneiros
Ana Beatriz Cisneiros também participou do Gente Inocente _tinha apenas 4 anos na época. Hoje, a atriz de 19 anos deu um tempo na carreira e na faculdade de biomedicina para se dedicar a outra função: ser mãe. A primeira filha de Ana Beatriz nasceu em janeiro deste ano. O último trabalho dela na TV foi em Malhação (2013).

reprodução/facebook

O cantor Marco Felippe continua usando o apelido Dani Boy em sua carreira no sertanejo

Dani Boy
Assistente de palco mirim de Gugu Liberato nos anos 1990, Dani Boy ainda usa o mesmo nome artístico (o verdadeiro é Marco Felippe), mas se dedica a outra carreira. Hoje com 22 anos, Dani Boy decidiu investir na música e desde 2014 se apresenta em shows pelo país como cantor sertanejo.

Entre 1997 e 2002, o garoto chamou a atenção por cantar em programas de TV e se tornou assistente de palco no Domingo Legal, do SBT. Porém, após repetir de ano no colégio por faltas, seu vínculo de trabalho teve que ser encerrado, o que representou o fim de sua carreira televisiva.

Reprodução/instagram

A atriz Tatyane Goulart em ensaio sensual que publicou em suas redes sociais em 2016

Tatyane Goulart
Tatyane Goulart está longe das novelas há quatro anos, mas seu trabalho ainda é próximo da TV. Ela cuida da empresa de dublagem de seu pai e também empresta sua voz para séries e filmes.

Atualmente com 33 anos, Tatyane ficou famosa ao interpretar a personagem Bia em Felicidade (1991). Também se destacou em outras tramas da Globo, como O Mapa da Mina (1993) e Quatro por Quatro (1994). Seu último papel foi na novela Pecado Mortal (2013), da Record.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Tudo sobre

Cecilia Dassi

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook