AMIGOS E RIVAIS

Globo se alia a Netflix, Televisa e Disney em luta mundial contra pirataria

Reprodução/YouTube

Marcelo Bechara, diretor de regulação e novas mídias da Globo, que integra coalizão - Reprodução/YouTube

Marcelo Bechara, diretor de regulação e novas mídias da Globo, que integra coalizão

REDAÇÃO - Publicado em 14/06/2017, às 15h22

A Globo se aliou a outros 29 produtores de conteúdo do mundo todo no combate à pirataria digital. Lançada nesta terça-feira (13), a ACE (Aliança para Criatividade e Entretenimento) conta com empresas de peso do entretenimento, como Walt Disney Company, Warner Bros., BBC Worldwide, NBC, CBS, Fox, HBO, Amazon, Netflix e Televisa. A Globo é a única brasileira na coalizão internacional.

Segundo comunicado divulgado pela ACE, a pirataria se tornou uma ameaça mais forte e contínua com a transição de conteúdos de entretenimento de mídias tradicionais para a internet.

"Filmes e programas de televisão são encontrados em sites de download em alguns dias e, em muitos casos, apenas horas, de seu lançamento", diz a nota, que afirma que, só no ano passado, estima-se que 5,4 bilhões de filmes e séries tenham sido baixados ilegalmente. Outros 21,4 bilhões assistiram a obras piratas via streaming.

A ACE, que inclui conglomerados de mídia dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, México, Índia e Alemanha, além do Brasil, pretende expandir os esforços para reduzir o crescimento da pirataria online.

"Mais especificamente, a ACE vai conduzir pesquisas, trabalhar juntamente com os órgãos legais para fechar empresas piratas, processar responsáveis e criar relações de cooperação com organizações de proteção de conteúdo", informa o texto de apresentação da empresa.

O Grupo Globo é representado na ACE por Marcelo Bechara, diretor de regulação e novas mídias da empresa brasileira. No site oficial da Aliança, ele destaca a importância de empresas concorrentes se unirem por um objetivo em comum.

"A pirataria não trata apenas do lançamento mais recente no cinema, ela afeta todas as formas de conteúdo criativo, inclusive os novos conteúdos digitais e eventos ao vivo. Para continuar oferecendo ao público da América Latina e em todo o mundo as opções criativas que ele deseja, nós precisamos trabalhar coletivamente", discursa.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Três É Demais

Jodie Sweetin (centro) como Stephanie em Fuller House, reboot de Três É Demais - Divulgação/Netflix A atriz Jodie Sweetin, que viveu a Stephanie na série Três É Demais (1987-1995) e repete a personagem em Fuller House, confessou nunca ter visto um episódio completo da atração em que atuou quando era ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Quem é seu jurado preferido do The Voice?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Click Click