AMOR NA TV

Entre no clima do Dia dos Namorados com sete filmes para ver a dois

Fotos: Divulgação

Claire Forlani (à esq.) e Brad Pitt vivem romance em Encontro Marcado, no qual ele é a Morte - Fotos: Divulgação

Claire Forlani (à esq.) e Brad Pitt vivem romance em Encontro Marcado, no qual ele é a Morte

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 09/06/2017, às 05h26

Na próxima segunda-feira, 12 de junho, os brasileiros comemoram o Dia dos Namorados. Para marcar a data especial, que tal passar o fim de semana ao lado da pessoa amada, sentados no sofá com um balde de pipoca e assistindo a uma série de filmes que celebram o amor?

O Notícias da TV selecionou sete longas para curtir a dois no sábado e no domingo. Há opções para todos os gostos, de filmes de época a produções contemporâneas, de amores proibidos a romance na terceira idade. Todos os longas estão disponíveis no Clarovídeo, sem custo adicional para os assinantes da Net e da Claro TV. Escolha os seus e boa sessão!

Tommy Lee Jones (à esq.) e Meryl Streep tentam reaviver romance em Um Divã para Dois

Um Divã para Dois (2012)
Casada há décadas com Arnold (Tommy Lee Jones), Kay (Meryl Streep) decide que o casal precisa reacender a paixão. Afinal, eles já dormem em quartos separados desde que o filho caçula foi para a faculdade e não demonstram mais afeto um pelo outro. Apesar dos protestos do marido, Kay faz com que os dois participem de sessões de terapia de casal com o psiquiatra Bernie Feld (Steve Carell).

Com métodos pouco convencionais, Feld tenta convencer Arnold a ser mais carinhoso com a mulher. Mas o contador é teimoso e acredita que não há nada errado na relação do casal. Caberá a Kay criar situações em que possa levar o marido para a cama e, assim, tentar salvar o casamento.

Pelo longa, Meryl Streep foi indicada ao Globo de Ouro de melhor atriz em filme de comédia. Tommy Lee Jones também foi elogiado por interpretar um personagem diferente de tudo o que já havia feito na carreira.

Brad Pitt (à esq.) e Claire Forlani estrelam sequências quentes em Encontro Marcado

Encontro Marcado (1998)
Prestes a completar 65 anos, o bilionário Bill Parrish (Anthony Hopkins) percebe que a filha Susan (Claire Forlani) não está apaixonada pelo namorado, Drew (Jake Weber). Com um conselho inspirado, ele pede à filha que se mantenha aberta para o amor, que pode surgir quando menos se espera. Então, ela se encanta por um rapaz que encontra na cafeteria (Brad Pitt), mas ele é atropelado e morre.

Pouco depois, a Morte aparece para Bill, usando o corpo do rapaz da cafeteria e o nome Joe Black como um disfarce, e pede para que o ricaço seja seu guia na Terra. Mas a convivência com Claire faz com que Black se apaixone por ela. A paixão é retribuída, e a Morte precisará aprender a lidar com as emoções humanas pela primeira vez em sua longa existência.

Personagens de Bill Murray (à esq.) e Scarlett Johansson vivem amor inusitado em Tóquio

Encontros e Desencontros (2003)
O amor improvável entre duas pessoas bem diferentes é o tema do longa escrito e dirigido por Sofia Coppola. Conta a história da relação entre Bob (Bill Murray) e Charlotte (Scarlett Johansson). Ele é um ator decadente de Hollywood que viaja a Tóquio para gravar um comercial de uísque; ela é casada com um fotógrafo famoso (Giovanni Ribisi), por quem não se sente mais atraída.

Hospedados no mesmo hotel, Bob e Charlotte se encontram todos os dias e conversam sobre suas vidas, seus problemas e as diferenças da cultura japonesa. Assim, desenvolvem uma relação platônica, mas mais real que os relacionamentos que têm com seus respectivos parceiros. Perdidos na existência e em uma cidade que não compreendem, os dois só têm um ao outro para se encontrarem.

Encontros e Desencontros teve quatro indicações ao Oscar: melhor filme, direção (para Sofia), ator (para Murray) e roteiro original. Ganhou a última categoria. No Globo de Ouro, levou os prêmios de filme de comédia, roteiro e ator. Sofia e Scarlett foram indicadas a melhor direção e atriz, respectivamente.

Nicole Kidman (à esq.) e Ewan McGregor cantam e se apaixonam no musical Moulin Rouge

Moulin Rouge: Amor em Vermelho (2001)
Em 1900, em plena virada de século, o poeta Christian (Ewan McGregor) decide tratar sua depressão com um grupo de boêmios no cabaré Moulin Rouge. Lá, conhece a cortesã Satine (Nicole Kidman), estrela do estabelecimento, e decide apresentar a ela o espetáculo que está escrevendo, do qual ela seria a protagonista.

Mas Satine, convencida de que Christian é o ricaço duque de Monroth, um investidor em potencial para o cabaré, decide seduzi-lo. Quando ela descobre que ele é um escritor pobretão, já é tarde demais: os dois estão apaixonados um pelo outro. Assim, precisam esconder seu romance do verdadeiro duque (Richard Roxburgh) durante os ensaios do espetáculo. Mas também terão de lidar com a tuberculose que afetava boa parte da população parisiense na época.

Moulin Rouge foi indicado a oito Oscars: melhor filme, atriz (para Nicole), edição, cinematografia, maquiagem, som, figurino e design de produção. Ganhou os dois últimos. Também levou os Globos de Ouro de melhor filme de comédia ou musical, atriz e trilha sonora. Baz Luhrmann (criador da série The Get Down) foi indicado como diretor e Ewan McGregor, como ator.

Keira Knightley (com Matthew Macfadyen) concorreu ao Oscar por adaptação de Jane Austen

Orgulho e Preconceito (2005)
Baseado em um dos livros mais famosos da escritora Jane Austen (1775-1817), o filme conta a história de Elizabeth Bennett (Keira Knightley), uma de cinco irmãs que moram na fazenda de Longburn. Como a sociedade machista não permite que herdem as terras do pai (Donald Sutherland), todas passam a ser pressionadas pela mãe (Brenda Blethyn) a se casar, mas Elizabeth se recusa.

É quando entra em cena o rico e pomposo Fitzwilliam Darcy (Matthew Macfadyen), que desenvolve uma relação odiosa com Elizabeth. Afinal, ela acredita que Darcy maltratou sua irmã Jane (Rosamund Pike) e o soldado Wickham (Rupert Friend), por quem a moça nutria afeição. Mas não demora para que o ódio se transforme em amor, em um dos romances mais conhecidos da literatura.

Keira Knightley recebeu sua primeira indicação ao Oscar e ao Globo de Ouro por seu papel no longa. Orgulho e Preconceito também foi nomeado a outros três Oscars: trilha sonora, direção de arte e figurino.

Então casados, Nicole Kidman e Tom Cruise repetiram amor na ficção em Um Sonho Distante

Um Sonho Distante (1992)
Depois de se conhecerem e se apaixonarem em Dias de Trovão (1990), Tom Cruise e Nicole Kidman fizeram questão de repetir rapidamente a parceria nesse filme que mistura romance, drama e aventura. Eles interpretaram Joseph e Shannon, dois irlandeses que migram para os Estados Unidos para participar da distribuição de terrenos durante a expansão norte-americana para o Oeste.

Inicialmente inimigos, já que Joseph acreditava que o pai de Shannon tinha mandado queimar a casa de sua família, os dois acabam se envolvendo. Mas a situação no novo país não será nada fácil, já que a moça está acostumada ao glamour da Irlanda e, agora, não tem dinheiro nenhum. Para sobreviver, Joseph começa a participar de lutas de boxe na tentativa de juntar o bastante para levá-los até terras inexploradas.

Estrelas de The Americans e Castle, Keri Russell e Nathan Fillion vivem caso proibido no filme

Waitress (2007)
Jenna Hunterson (Keri Russell) é a garçonete de uma lanchonete que libera as frustrações de sua vida criando tortas de nomes inusitados. Casada com Earl (Jeremy Sisto), um homem violento, ela faz planos de fugir da cidade onde vive e abrir sua própria loja de tortas. Mas o sonho cai por terra quando ela se descobre grávida e, incapaz de fazer um aborto, não tem coragem de largar o marido.

Tudo muda quando um novo médico chega à cidade. Jim Pomatter (Nathan Fillion) é jovem, bonito e charmoso, tudo o que Jenna precisa no momento. O problema: ele também é casado com uma estudante de medicina. Atraídos um pelo outro e com problemas sérios em seus casamentos, os dois iniciam um caso extraconjugal abastecido pelas tortas especiais que Jenna prepara para o médico.

Uma produção independente com orçamento de US$ 1,5 milhão, Waitress acumulou mais de US$ 22 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos e virou uma obra cultuada. No ano passado, uma adaptação musical do filme chegou aos palcos da Broadway, onde arrecada cerca de US$ 1,3 milhão por semana.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Mais Ray Donovan

Liev Schreiber na 5ª temporada de Ray Donovan; série renovada para mais um ano - Divulgação/Showtime A série Ray Donovan foi renovada para sua sexta temporada. A atração do canal Showtime nos Estados Unidos, exibida no Brasil pela HBO, terá uma mudança considerável nos novos episódios: eles serão ambientados em Nova ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

O que você achou do final de A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook