MAIOR DESAFIO

Marcelo Rezende revela luta contra câncer: 'Eu não tenho medo da morte'

Reprodução/RecordTV

Marcelo Rezende se emociona ao revelar batalha contra o câncer no Domingo Espetacular - Reprodução/RecordTV

Marcelo Rezende se emociona ao revelar batalha contra o câncer no Domingo Espetacular

REDAÇÃO - Publicado em 14/05/2017, às 22h01

Em entrevista ao Domingo Espetacular, o apresentador Marcelo Rezende revelou que está lutando contra um câncer no pâncreas e no fígado. Homem de fé, alegou que não teme a batalha ou o que está por vir. "Eu não tenho medo da morte. Tem gente que tem, mas eu não. Porque o homem que tem fé não tem medo, ele sabe que vai vencer", disse.

O anúncio foi feito durante uma reportagem de quase meia hora no Domingo Espetacular, da Record. Guardada a sete chaves, a entrevista virou assunto proibido nos corredores da emissora. Na última sexta, o Notícias da TV antecipou que Rezende estava com câncer de fígado e pâncreas.

Na conversa, Rezende contou que começou a desconfiar de que algo estava errado com ele ao perder a vontade de tomar café da manhã e beber uma taça de vinho. "Aí pensei: eu estou com alguma coisa no fígado, porque eu tenho um paladar lascado e um olfato lascado", lembrou.

Bem-humorado, o apresentador deu risada ao comentar o desafio que está por vir. "Eu tenho cinco filhos de cinco ex-esposas. Quem venceu cinco ex-esposas, com cinco ex-sogras, vence qualquer coisa", divertiu-se ele.

Rezende também ironizou ao receber do médico a notícia de que seu tipo de quimioterapia não faz o cabelo cair. "Mas que cabelo? Não tem mais o que cair. Não é essa a minha preocupação, a minha preocupação é vencer essa etapa."

O comandante do Cidade Alerta foi enfático ao afirmar que o câncer não lhe tira o sono. "Eu estou me lixando para a doença. Quem se importa com doença é médico e hospital. E eu sei que vou sair dessa. Qualquer que seja o resultado, eu já saí. Você acha que eu não sei que vou atravessar um período difícil? Eu sei que vou. Mas nada é difícil quando você tem Deus do seu lado", declarou.

A maior dificuldade de Rezende até o momento, segundo ele, foi compartilhar o diagnóstico com os cinco filhos. "Eles ficaram alucinados, perturbados. Aí eu sentei com eles e disse: 'Calma, crianças'. Sou eu que tenho que acalmá-los. A minha onda foi dizer a eles que não tenham medo, porque o medo deles pode me afetar. E nessa hora eu tenho que pensar em mim. Meu medo, se é para dizer que eu tenho um, era que eu não conseguisse equilibrar meus filhos", reconheceu.

Preparado para qualquer que seja seu futuro, o apresentador alegou não ter arrependimentos ou reclamações: "Tudo o que eu vivi foi felicidade, eu não tenho tristeza na minha vida. Isso tudo [o câncer] é tão pequeno diante de mais de 60 anos de absoluta alegria. Meus filhos cresceram, todos têm um horizonte, nenhum está dando cabeçada em poste, conseguiram fazer as próprias vidas".

Por fim, Rezende se dirigiu diretamente ao público para fazer um pedido: "Eu queria pedir a você que ore por mim, isso vai ser importante. É essa comunhão do amor que vai fazer com que eu saia dessa mais forte ainda, mais repleto das convicções que eu tenho. Ore por mim. E aqueles que me amam profundamente, não se desesperem, porque eu não estou desesperado. No momento que a gente orar junto, essa força vai fazer com que o céu venha em minha direção e me abençoe. Já, já vamos estar juntos no nosso Cidade Alerta", finalizou.

Ao término da matéria, a apresentadora Janine Borba mandou um recado emocionado para o colega de emissora: "Meu querido amigo, a gente sabe que a vida o tempo todo nos surpreende, infelizmente nem sempre de forma positiva. É assim, a gente tem que aceitar e tem que enfrentar. Que Deus te proteja e te abençoe nessa sua luta mais nova luta árdua, difícil. Mas você é guerreiro. Em nome de toda a equipe do Domingo Espetacular, eu te desejo boa sorte e vida longa. Eu adoraria estar aí, no lugar do Raul [Dias Filho, responsável pela entrevista], te dando um abraço, você sabe o quanto eu gosto de você. Mas eu não posso, então eu te mando um beijo no seu coração e a gente se vê em breve".

Arma na guerra da audiência
A reportagem com o apresentador virou a aposta da Record para um bom desempenho do Domingo Espetacular no confronto com o Fantástico, da Globo. Durante a semana, chamadas para o programa anunciavam a entrevista como "um depoimento emocionante sobre o grande desafio que ele enfrenta agora, o maior de sua vida".

Afastado desde o dia 5 do Cidade Alerta, Rezende se internou na segunda-feira (8) no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e recebeu alta na quinta (11). Ele proibiu a divulgação de boletins médicos com seu estado de saúde.

Rezende vinha reclamando de dores, mal-estar e cansaço já havia algum tempo, segundo pessoas próximas, mas não ia ao médico. Antes da internação, o apresentador recebeu o repórter Raul Dias Filho em sua casa, onde contou tudo sobre seu estado de saúde.

reprodução/tv globo

Marcelo Rezende em edição de 1999 do Linha Direta sobre sequestro de Wellington Camargo

Do esporte ao crime
Atualmente com 65 anos, o apresentador começou sua carreira na década de 1970, como repórter esportivo do extinto Jornal dos Sports, no Rio de Janeiro. Também atuou na revista Placar.

Na TV, ganhou destaque com reportagens policiais, como a série sobre a violência de PMs na Favela Naval, de Diadema, em março de 1997. Pelo especial do Jornal Nacional, Rezende recebeu o Prêmio Libero Badaró de jornalismo.

Em 1999, começou a apresentar na Globo o Linha Direta, que usava dramaturgia e depoimentos para recriar casos policiais. Em agosto de 2000, deixou o comando do programa e migrou para a RedeTV!, onde apresentou o Repórter Cidadão entre 2002 e 2004.

Foi para a Record em 2004, apresentando o Cidade Alerta até junho do ano seguinte, quando o programa foi tirado do ar por causa da baixa audiência. Voltou para a RedeTV! como âncora do RedeTV! News e, em 2009, foi para a Band comandar o Tribunal na TV.

Em 2010, voltou para a Record como repórter especial do Domingo Espetacular; no ano seguinte, apresentou o Repórter Record e, em 2012, reassumiu o Cidade Alerta, que tinha voltado ao ar no ano anterior. Nos últimos anos, Rezende passou a ser a "cara" do Cidade Alerta e criou bordões como o "Corta pra mim", além de apelidos para os repórteres do telejornal.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Sean Penn na TV

Sean Penn em O Franco-Atirador (2015), seu mais recente trabalho no cinema - Divulgação/Open Road Films O ator Sean Penn, duas vezes vencedor do Oscar (Milk: A Voz da Igualdade, Sobre Meninos e Lobos), será o protagonista de The First, série da plataforma Hulu desenvolvida por Beau Willimon, criador de House ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

O Emmy foi...

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Click Click