Com músicas autorais

Após participar do Popstar, Murilo Rosa estrelará musical sobre a própria carreira

Reprodução/TV Globo

O ator e cantor Murilo Rosa durante apresentação no Popstar; ele foi o primeiro eliminado - Reprodução/TV Globo

O ator e cantor Murilo Rosa durante apresentação no Popstar; ele foi o primeiro eliminado

FERNANDA LOPES - Publicado em 06/10/2017, às 05h16

Murilo Rosa quer comemorar seus 25 anos de carreira em grande estilo. O ator, que participou do reality Popstar na Globo e lança dois filmes neste mês, estrelará um espetáculo que mistura teatro e música com trama inspirada em sua própria vida. A ideia é relembrar momentos importantes de sua trajetória, com espaço até para canções autorais e personagens marcantes que ele interpretou nas novelas.

"O show que estou montando vai ficar pronto no final de novembro. Tem um pouco de atuação e um pouco de canto, com algumas músicas que foram marcantes na minha vida, tanto como ator quanto como pessoa física. Algumas músicas são clássicos e outras são autorais. É um projeto incrível, muito rico", conta o ator de 47 anos.

A maior parte do público que conhecia Rosa das novelas descobriu sua faceta de cantor no Popstar. O ator foi o primeiro eliminado do programa, em 6 de agosto, mas afirma que seu trabalho na música já vem de muito antes do programa.

No reality, ele teve a oportunidade de cantar em rede nacional e quer repetir a experiência no show. Rosa pretende conciliar a música com os compromissos na TV e no cinema e apresentar seu espetáculo de forma itinerante, em várias partes do país.

"A preparação desse espetáculo é um caminho diferente, vou interagir com o público no Brasil inteiro. É um trabalho para o qual estou me preparando já há alguns anos, agora vou deixá-lo pronto e fazer de vez em quando. Não vou ficar em turnê, é um espetáculo que posso fazer sábado em uma cidade, outro sábado em outra. Estou muito motivado, e o nome do espetáculo é o nome dessa motivação toda", ele diz, sem revelar o título do show.

divulgação

Murilo Rosa é protagonista do filme A Menina Índigo, que estreia na próxima quinta-feira (12)

Workaholic
Além do projeto musical, os 25 anos de carreira de Rosa também serão permeados por trabalhos na TV e no cinema. Neste mês, o ator estreia dois filmes em que é protagonista: A Menina Índigo, no dia 12, e A Comédia Divina, na quinta-feira seguinte (19).

No primeiro, interpreta um pai de família que lida com as peculiaridades comportamentais da filha, e no segundo vive uma representação do demônio baseada no conto Igreja do Diabo, de Machado de Assis.

No próximo dia 14, ele embarca para o Rio Grande do Sul para filmar A Cabeça de Gumercindo Saraiva, longa baseado em livro homônimo de Tabajara Ruas e Elmar Bones.

"É a história do major Ramiro [personagem de Rosa], que tem a missão de levar a cabeça de um chefe da oposição para o governador. É um filme de faroeste, um bang bang. É isso que eu quero fazer, cinema tem papel de protagonista no momento", afirma.

Já no primeiro semestre de 2018, o foco de Rosa deve voltar à TV. Em janeiro, ele começa a gravar a novela Orgulho e Paixão, que substituirá Tempo de Amar na faixa das seis. Seu personagem será o mocinho, um advogado de caráter que terá um triângulo amoroso com Alice Wegmann e Letícia Persiles.

Em fevereiro, estreia Rio Heroes, série da Fox em que o ator protagoniza a história real de Jorge Pereira, lutador de jiu-jítsu e um dos fundadores de um campeonato de luta.

"Gravei 190 cenas em 30 dias. Foi uma coisa puxada mas muito legal, também me interessa muito. Eu fui lutador antes de ser ator, disputei campeonato mundial de tae kwon do em 1990. Então, quando me chamaram, era meu sonho fazer. Tive toda uma conversa na Globo, me incentivaram a fazer essa série. Faltava isso na minha vida. Personagens como diabo e lutador não é todo dia que se faz", conclui.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Projeto morto

Os atores Robert De Niro e Julianne Moore juntos no filme A Família Flynn (2012) - Divulgação/Focus Features A Amazon decidiu não produzir mais projetos com o estúdio Weinstein Company, o que resultou no cancelamento de uma superprodução orçada em US$ 160 milhões (R$ 505 milhões). Protagonizada por Robert De Niro e Julianne ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Bibi merece redenção em A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook