CORTE DE GASTOS

RedeTV! corta horas extras, e jornalistas ameaçam entrar em greve

NOTÍCIAS DA TV

Profissionais do jornalismo da RedeTV! no estacionamento da emissora

Profissionais da RedeTV! e o Sindicato dos Jornalistas se reúnem no estacionamento da emissora

REDAÇÃO - Publicado em 21/10/2019, às 16h52 - Atualizado às 18h05

Os jornalistas da RedeTV! ameaçam cruzar os braços a partir desta terça-feira (22). Os profissionais estão insatisfeitos com o corte de duas horas extras contratuais no salário. Uma assembleia entre os funcionários e o sindicato será realizada às 14h de amanhã para decidir se entrarão em greve. Os jornalistas chegaram a parar suas atividades na tarde de hoje (21) para protestar no estacionamento da emissora.

Todos os setores foram impactados com a redução salarial, imposta pela alta cúpula da rede. Segundo funcionários ouvidos pela reportagem, alguns diretores tentam reverter a decisão.

A proibição de horas extras e o consequente impacto no contracheque foram anunciados para os jornalistas na noite de sexta-feira (18). Em alguns casos, as horas extras representam 40% do salário.

Os profissionais mais impactados com o novo corte de gastos são os editores e repórteres. Alguns deles, que inclusive fazem parte do rodízio de apresentadores do RedeTV! News aos finais de semana e feriados, passarão a receber menos que o piso salarial da categoria, que é de R$ 2.528,27.

A situação é ainda mais delicada no caso dos cinegrafistas. Há dois anos, eles atuavam também como motoristas da frota de veículos de gravações externas. A emissora, porém, extinguiu essa função e fez parceria com aplicativos de mobilidade urbana para transportar os repórteres.

Enquanto não há uma decisão definitiva sobre a possível greve, o Jornalismo da RedeTV! trabalha de forma reduzida, pois o corte de duas horas impacta na produção.

Fontes do Notícias da TV afirmam que não há profissionais com tempo suficiente para editar as reportagens do RedeTV! News e do Leitura Dinâmica, exibidos às 19h25 e à meia-noite, respectivamente. Repórteres estão encerrando gravações pela metade devido ao término de suas jornadas. Os telejornais deverão ser veiculados precariamente, apenas com o necessário.

Procurado pela reportagem, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo confirmou que há uma assembleia marcada para esta terça-feira, em que será discutida a realização de uma eventual greve. Já a assessoria de imprensa da RedeTV! afirma desconhecer as informações publicadas neste texto.

Veja o vídeo em que os profissionais se reúnem contra a redução salarial no estacionamento da emissora:

Tudo sobre

RedeTV!

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você mais quer ver no BBB20?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook