Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Memória da TV

Primeiro crossover da televisão levou duas novelas à cartomante

Fotos: Reprodução/Memória Globo

Myriam Pérsia e José Augusto Branco em Véu de Noiva, primeiro crossover da Globo - Fotos: Reprodução/Memória Globo

Myriam Pérsia e José Augusto Branco em Véu de Noiva, primeiro crossover da Globo

THELL DE CASTRO

Publicado em 16/5/2016 - 6h40

A ação de crossover envolvendo Totalmente Demais e Haja Coração, no final da atual novela das sete, não é inédita na história da Globo. Produções dos anos 1960 já utilizavam a estratégia, em que um personagem de uma trama participa de outra. No próximo dia 30, Fedora (Tatá Werneck), uma das protagonistas de Haja Coração, vai aparecer no último capítulo de Totalmente Demais. Ela visitará a redação da revista que dá nome à novela e pedirá para ser capa da publicação.

A própria Totalmente Demais já teve um crossover, no início, quando Bino (Stênio Garcia), da série Carga Pesada, ofereceu carona para Eliza (Marina Ruy Barbosa) em seu caminhão. O primeiro crossover que se tem registro na televisão brasileira foi feito há muito tempo, pela TV Tupi. Em 1969, Lu (Débora Duarte), de Beto Rockfeller (1968-69), encontrou Heloísa (Aracy Balabanian), de Nino, o Italianinho (1969-70), em uma cartomante. A mesma cena foi exibida nas duas novelas.

DIVUlGAÇÃO/TV GLOBO

Tatá Werneck em cena de Haja Coração; personagem aparecerá em Totalmente Demais

Poucos meses depois, foi a vez de a Globo promover seu primeiro crossover. Em Véu de Noiva (1969), novela das oito de Janete Clair, a personagem Flor (Myriam Pérsia), se consultou com o médico Flávio (Paulo Goulart). Ele era ninguém menos do que o protagonista de Verão Vermelho (1970), trama das dez da emissora, escrita por Dias Gomes, marido de Janete. As duas novelas se encontraram e a cena foi exibida em ambas.

Em 1980, os garçons que tinham importante papel em Marron Glacé (1979) participaram da festa de casamento do primeiro capítulo da novela seguinte, Chega Mais (1980). Lá estiveram João Carlos Barroso (Luís César), Laerte Morrone (Waldomiro) e Lima Duarte (Oscar), acompanhados de Yara Cortês, que vivia a Madame Clô, a proprietária do buffet.

Cacá Carvalho, o Jamanta, em Torre de Babel (1998)

O retorno de um personagem em outra novela também é considerado crossover. Se encaixam nesse caso, por exemplo, Dona Armênia, que Aracy Balabanian viveu em Rainha da Sucata (1990) e Deus nos Acuda (1992), e Jamanta, que Cacá Carvalho interpretou em Torre de Babel (1998) e Belíssima (2005), entre muitos outros casos.

Já Glória Perez uniu duas produções de sua autoria: Doutor Molina (Mário Lago) e Miss Penélope Brown (Beatriz Segall), de Barriga de Aluguel (1990), participaram de uma discussão sobre clonagem humana em O Clone (2002).

Luís Gustavo, o Mário Fofoca, em Ti-ti-ti (2010)

Mais recentemente, o remake de Ti Ti Ti, em 2010, bateu o recorde de crossovers numa mesma novela: Luís Gustavo reviveu o célebre Mário Fofoca, de Elas por Elas (1982), que já havia aparecido na série Mário Fofoca (1993); Eva Todor reapareceu como Kiki Blanche, sucesso de Locomotivas (1977); Vera Zimermann voltou a viver a "divina" Magda de Meu Bem Meu Mal (1990); e Marília Pêra deu as caras no último capítulo como a Rafaela Alvaray de Brega & Chique (1987).

O único fato inédito envolvendo Totalmente Demais é a reprise do último capítulo no Vale a Pena Ver de Novo do dia seguinte. É a primeira vez que a faixa é utilizada para uma ação desse tipo.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira (Editora InHouse). Siga no Twitter: @thelldecastro


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?