Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FOFOCALIZANDO

Mara Maravilha 'ressuscita' José Wilker e o coloca na geladeira de Sônia Abrão

REPRODUÇÃO/SBT

Imagens de Mara Maravilha e de José Wilker durante o Fofocalizando, do SBT, nesta sexta-feira (4) - REPRODUÇÃO/SBT

Imagens de Mara Maravilha e de José Wilker durante o Fofocalizando, do SBT, nesta sexta-feira (4)

GABRIEL SOUZA

Publicado em 4/5/2018 - 16h15

Ao comentar sobre a prisão de Fábio Assunção, Mara Maravilha cometeu uma gafe durante o Fofocalizando desta sexta (4). A apresentadora do SBT "ressuscitou" o ator José Wilker (1944-2014) e disse que ele estava de castigo "na geladeira da Sonia Abrão", referindo-se ao programa A Tarde É Sua, da RedeTV!. 

Enquanto o colunista Léo Dias trazia informações sobre a prisão de Assunção, ocorrida na madrugada de quinta (3), a apresentadora o interpelou para comentar sobre o passado do ator e relembrou outros artistas da Globo que já tiveram problemas com a Justiça. 

"A Globo tá com muito problema ultimamente. Não basta só o Fábio [Assunção], tem também o José Wilker, que está mofando na geladeira da Sônia Abrão. Ela coloca quem não presta lá, né?", disse, sem se dar conta de que estava confundindo Wilker com José Mayer. Corrigida por Dias, Mara rapidamente mudou de assunto.

A geladeira a que se referiu Mara Maravilha é uma miniatura que a apresentadora Sonia Abrão mantém em sua bancada. Ela coloca dentro dessa geladeira papéis de celebridades que fizeram ou falaram algo que ela desaprova.

José Wilker morreu em 5 de abril de 2014, vítima de um infarto fulminante. Em sua última aparição na TV, três dias antes, revelou que apostava no fracasso de Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976), que levou mais de dez milhões de pessoas aos cinemas. Seu último papel foi o médico Herbert Marques, na novela Amor à Vida (2013), escrita por Walcyr Carrasco. 

Já José Mayer, de fato, teve problemas em 2017. No final da novela A Lei do Amor, foi acusado de assediar uma figurinista da Globo e virou alvo de protestos de suas colegas de trabalho, que chegaram a vestir camisetas com a frase "Mexeu com uma, mexeu com todas". O acontecimento gerou um e-mail de Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da emissora. 

Fábio Assunção foi preso após se envolver em um acidente de trânsito nos Jardins, região central de São Paulo. Ele foi solto após pagar uma fiança de R$ 48 mil e poderá aguardar o julgamento em liberdade, mas teve sua carteira de motorista suspensa durante um ano.

O acidente em que o ator se envolveu não teve vítimas. O intérprete de Ramiro de Onde Nascem os Fortes, da Globo, foi autuado por embriaguez ao volante. Às equipes de TV que faziam plantão na delegacia, disse que "foi um acidente de trânsito". "Fui na farmácia e bati no carro da frente, foi só isso", declarou à Record.

Foi a segunda prisão de Assunção em menos de um ano: em junho de 2017, o ator foi detido em Arcoverde, no Pernambuco, acusado de desacato à autoridade e dano ao patrimônio público. Ele estava na cidade para o lançamento do documentário Samba de Coco, que fez em parceria com a ex-namorada, a atriz Pally Siqueira.

Em vídeo que circulou na internet, ele aparecia visivelmente alterado, dentro de um carro de polícia com o vidro traseiro quebrado. Aos berros, xingava um policial e dizia que não era criminoso.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?