Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FOTO DE 2019

Maju Coutinho é alvo de fake news, e Globo sai em defesa da âncora do JH

JC PEREIRA/AGNEWS

Foto de Maju Coutinho ao lado do marido, Agostinho Paulo Moura, caminhando por praia no RJ em 2019

Foto de Maju ao lado do marido, Agostinho Paulo Moura, em 2019 foi usada para propagar fake news

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 3/1/2021 - 20h48

Maju Coutinho virou alvo de uma fake news neste fim de semana e foi defendida pela Globo. Páginas de pessoas identificadas como conservadoras e de direita compartilharam uma foto da jornalista caminhando na praia ao lado do marido, o publicitário Agostinho Paulo Moura, a acusando de estar aglomerada e sem máscara. Mas a imagem é de 2019, quando o mundo ainda não sofria com a pandemia.

Os cliques da âncora do Jornal Hoje foram feitos pelo fotógrafo JC Pereira, da AgNews, no bairro do Leblon, na orla do Rio de Janeiro. Naquela ocasião, Maju tirou fotos com fãs e passeou com o marido.

Em uma publicação feita em seu site oficial neste domingo (3), a Globo desmentiu as acusações feitas contra a jornalista. As imagens que circulam nas redes sociais indicam que ela teria decidido andar sem máscara no Réveillon de 2021.

"Maju não esteve recentemente no Rio. Ela passou o Ano-Novo na casa dos pais no litoral de São Paulo e já voltou à capital. Durante a estada no litoral, usou máscara e seguiu todos os protocolos das autoridades de saúde", justificou a emissora.

Essa mesma imagem já havia sido usada para propagar fake news em março de 2020, logo no início da quarentena do Brasil. "Na época, Maju estava em São Paulo e não havia nem sequer viajado para o Rio após ser confirmado o primeiro caso de coronavírus no Brasil", explicou a Globo.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.