FAMÍLIA IRÁ PROCESSAR

Homem se mata após ser xingado de 'corno elétrico' em telejornal do SBT

REPRODUÇÃO/SBT

Marcão do Povo e Felipe Macedo no Primeiro Impacto, do SBT

Marcão do Povo (à esq.) e Felipe Macedo (à dir.) apresentam o caso do 'corno elétrico', que terminou em suicídio

GABRIEL PERLINE - Publicado em 14/11/2019, às 17h24

O soldador Ailton Soares, de 38 anos, cometeu suicídio na manhã de terça-feira (12) logo após ser xingado de "corno elétrico" por Marcão do Povo no Primeiro Impacto, telejornal do SBT. Simone do Nascimento Soares, mulher da vítima, relatou ao Notícias da TV que seu marido era depressivo e tomava remédios controlados há um ano e meio. Ao se ver ridicularizado em rede nacional, decidiu tirar a própria vida. Ela afirmou que irá processar a emissora.

"Vou atrás dos meus direitos, e o nome dele eu vou limpar. Ele se viu na TV e ficou pior do que já estava. E é culpa desse Marcão aí. Meu marido era um homem trabalhador e honesto. Depois dessa palhaçada que fizeram, eles acabaram com a minha vida e com a do meu filho, que tem só três anos e agora não tem mais o pai dele. Não consigo parar de chorar", desabafou a mulher da vítima.

Na reportagem exibida pelo Primeiro Impacto, Ailton aparecia pendurado em fios da rede elétrica em uma rua na cidade de Londrina, interior do Paraná, ameaçando se matar. Ele dizia que sua mulher havia lhe traído com outro homem. Por essas declarações, foi apelidado pelo telejornal de "corno elétrico" e virou motivo de piada.

O repórter Felipe Macedo entrou ao vivo, direto de Londrina, e conversou com o apresentador, sem fornecer detalhes sobre o personagem da reportagem. Ambos apenas se divertiram com o caso e informaram que as imagens haviam sido registradas por celular na noite de segunda-feira (11).

"Meu marido entrou em depressão após fazer uma cirurgia na coluna. Ele operou da hérnia de disco. Isso foi há um ano e meio, mas o INSS não liberou o auxílio-doença e também não o autorizou a retornar ao trabalho. Ele amava trabalhar e acabou se deprimindo. Começou a ficar triste por não poder pagar as contas e se afundou na bebida. O problema é que a depressão dele só piorou com o tempo, e ele começou a ter algumas alucinações", relatou a viúva.

"Eu nunca traí o meu marido nesses 15 anos em que vivemos juntos. Mas eu não estou preocupada comigo. Eu quero é limpar a imagem do meu marido. Quero que esse apresentador se desminta em rede nacional. Vou lutar até o fim para isso. Ele não sabia o que estava passando na nossa casa e fez piada da situação do meu marido. Ele estragou a minha vida", concluiu Simone, que já acionou um advogado para cuidar do caso. 

Em nota, o SBT lamentou a morte de Ailton Soares, mas se isentou da responsabilidade pelo desfecho da reportagem exibida pelo Primeiro Impacto.

"O SBT manifesta seu pesar pelo falecimento ora informado. Cumpre observar que em momento algum houve identificação pessoal, sendo incabível a ligação entre os alegados acontecimentos. Ademais, o ímpeto suicida do falecido não foi decorrente da notícia, a qual retratou a primeira e fracassada tentativa de dar cabo da própria vida", disse a emissora em nota.

Virou piada no SBT

O vídeo de Soares foi apresentado em tom jocoso por Marcão do Povo na edição de terça-feira (12) do Primeiro Impacto. A reportagem ocupou 6 minutos e 18 segundos do telejornal, com piadas feitas pelo apresentador e pelo repórter Felipe Macedo, da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná. Confira a transcrição das falas:

Marcão do Povo: "Atenção, Brasil, para este vídeo. Um homem teria sido traído pela esposa e se pendurou na rede elétrica, em frente a um terminal de ônibus. Olhe isso! [vídeo é exibido]. Rafa [Rafael Bianco, editor-chefe], fala a verdade. Rafa, com toda sua experiência, você já tinha visto isso na sua vida? Fala a verdade! Eu nunca tinha visto. Edu [Eduardo Lavos, diretor de corte], você que já trabalhou até mesmo em TV da Arábia Saudita, Nova Guiné, você que antes de Cristo já fazia TV, você já tinha visto isso, Edu? Isso é novidade, hein Edu? Isso você não tinha visto não. Agora eu tenho uma música pra ele! Qual que é, Fabiano [Fabiano de Jesus, sonoplasta]?".

A música Desça Daí, Seu Corno, do cantor Nenho, começou a tocar então, sobreposta por um efeito de risada feminina enquanto o vídeo era exibido.

Marcão do Povo: "O que é isso? Ele caiu? Gente... A música diz tudo. Ó. Sobe o som! Como você não tem asa pra voar, caiu, ó. Olha lá. Vai vendo. Ele tá ali, daí ele vai, se pendurou no fio de alta tensão, mas o fio é emborrachado e não fechou o curto. Ele quer morrer, ele falou. Ó. Tudo por causa de um chifre. Será que foi, rapaz? E aí ele vai balançando. Quer ver? Não tire os olhos! Olha o que vai acontecer. Desce, meu filho, desce daí. Você ganhou foi um par de chifres, não foi asas pra voar, rapaz. Desce daí. Rapaz, você não é o único corno do Brasil, rapaz. Fique tranquilo! O Jhony [Johny Fortunato, assistente pessoal do apresentador] também é, o Jeffinho [Jefferson de Souza, produtor]... Ih, meu Deus do céu! Caiu. Jesus amado. É, meu amigo. Vai sentir umas dores aí por algum tempo. Mas, não faça isso, tá? Por favor. Nada justifica. Chifre, como eu falei, é igual consórcio: em algum momento o cabra é contemplado. E aí, o Macedão [Felipe Macedo, repórter], o maior chifrudo do Brasil... não, o maior repórter do Brasil. Rafa, você é sacana, hein, bicho? Faz isso com ele não, rapaz. O Macedão da Massa chega agora e vai contar tudo pra mim. Bicho, o Rafa te sacaneando aqui, hein, Macedo. Aí não dá, pô. Ô Macedo, o cara ganhou foi gaia, não foi asa pra voar. Hein, Macedão, bom dia!".

Felipe Macedo: "Muito bom dia, Marcão do Povo! O Rafa tá na minha lista, hein, avisa ele. É o seguinte, Marcão: se todo corno fosse subir em fio depois que levasse chifre, iria faltar fiação elétrica no Brasil todo. Mas o que aconteceu: ontem à tarde esse cidadão tava ali no celular da namorada. Ele começou a dar uma olhada e ela tava marcando um 'tchuck tchuck' meio que com a vizinhança toda, Marcão. Ela tava soltinha, soltinha!".

Marcão do Povo: "Você tá brincando!".

Felipe Macedo: "Tava soltinha. Ela tava soltinha, marcando com um, era com o padeiro, com o vizinho, com o Uber, com o táxi, com todo mundo. Aí ele ficou possesso da vida, né, porque já tinha uns amigos que avisavam. Mas sabe o corno elétrico, né, Marcão? Você fala que a mulher tá te chifrando e ele só falava tô ligado, tô ligado. Foi quando de repente, Marcão, ele aproveitou para descontar essa revolta e assumir o corno elétrico. Ele se grudou no fio em frente ao terminal central aqui de Londrina, e começou a gritar essas coisas aí que vocês já viram. Só que o corno errou o fio, ele foi no fio de telefone e não deu choque nenhum. Ele escorregou mesmo, se estatelou, não quebrou nada. Nem o chifre, Marcão! E ele teve que voltar pra casa e dizem as más línguas que ele perdoou a esposa. Agora eu quero saber: tá ligado ou não tá por aí?".

Marcão do Povo: "Não, aqui não tem nada ligado não, meu filho. Aqui não tem nada ligado não. Ô Macedo, você já levou chifre alguma vez na sua vida? Deixa lá o chifrudo lá, enche a tela lá..." [o vídeo da tentativa de suicídio volta a ser veiculado em tela cheia]. Vai vendo o corno aí, ó. Você já levou algum chifre na sua vida ou você não lembra?".

Felipe Macedo: "Se eu levei eu não sei, Marcão. Bom é que não dói, né? Mas eu não subiria no fio, acho".

Marcão do Povo: "Você botou chifre em mulher casada?".

Felipe Macedo: "Jamais, Marcão! Falar um negócio desses... isso aí cheira a chumbo, rapaz".

Marcão do Povo: "Você acha, Rafa, que ele já botou chifre em mulher casada? O réu botou chifre em mulher casada já? Esse já, né! Ô Macedo, quem tem mais estilo para levar chifre assim, você ou o Maringá [Índio Maringá, repórter da Rede Massa]?".

Felipe Macedo: "É o Maringá, né? O Maringá já trabalha com galinha sem nota, essas coisas toda, vive saindo por aí...".

Marcão do Povo: "Você gravou isso aí, Rafa? Galinha sem nota! Eu não sabia que galinha tinha nota. Agora o Macedão me abriu mais uma brecha aqui, olha, galinha com nota. Você já ouviu falar do corno Show da Xuxa? Você já ouviu falar, Rafa, do corno Show da Xuxa? Você já ouviu, Macedo?".

Felipe Macedo: "Já".

Marcão do Povo: "Qual que é o corno Show da Xuxa? Conta aí".

Felipe Macedo: "Eu não vou contar... Eu evito. Não, tá louco, Marcão?".

Marcão do Povo: "Então eu vou falar! Deixa que eu falo. Eu não sou baú pra guardar segredo. Corno Show da Xuxa é aquele que a mulher sai pra trair e ele fica com os baixinhos".

Felipe Macedo: "Tem vários, né? Esse eu não sei se é o da Xuxa, mas que era o elétrico, que tava ligadão, ele tava, viu".

Marcão do Povo: "Tá certo! Um abraço, Macedo, obrigado a você mais uma vez pela gentileza, pelo bom trabalho que você realiza sempre. Qual o horário do seu programa aí, Macedo?".

Felipe Macedo: "Sete às oito, Primeiro Impacto Paraná! E logo na sequência Marcão do Povo ligadinho, ligadão, hein Marcão?".

Marcão do Povo: "É isso aí. Depois pega a senha. Um abraço".

Assista à reportagem do Primeiro Impacto:

Tudo sobre

SBT

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook