Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Keeping Up with the Kardashians

Há 10 anos, reality transformou estrela de sex tape em celebridade de R$ 143 mi

Imagens: Reprodução/E!

Kim Kardashian durante especial de 10 anos de Keeping Up with the Kardashians, no canal E! - Imagens: Reprodução/E!

Kim Kardashian durante especial de 10 anos de Keeping Up with the Kardashians, no canal E!

JOÃO DA PAZ

Publicado em 14/10/2017 - 6h38

O reality show de celebridades mais importante da história da TV completa dez anos neste sábado (14). Keeping Up with the Kardashians, do canal E!, alavancou a vida da família de abastados descendente de armênios. Principalmente de Kim, antes conhecida apenas como a melhor amiga de Paris Hilton.

O programa estreou sete meses após uma sex tape de Kim com o cantor Ray J vazar na internet. Uma década depois, Kim virou a Kardashian mais famosa e vale US$ 45,5 milhões (R$ 143 milhões), de acordo com a revista Forbes.

Na época, a matriarca dos Kardashian, Kris Jenner, queria fazer um reality show sobre a família, mas os canais de TV não se empolgavam. Kris tinha muita influência em Hollywood por ser ex-mulher de um dos advogados de O.J. Simpson, Robert Kardashian, e também por ser casada com Bruce Jenner, atleta medalhista olímpico (que assumiu a identidade feminina de Caitlyn Jenner em 2015).

Todas essas credenciais, no entanto, não foram suficientes para a família conquistar um espaço na TV. Foi aí que entrou a sex tape de Kim. Ela deu o "algo a mais" que faltava para os Kardashians bombar.

"Eles [Kardashians] estavam entrando no território da cultura pop", disse o então vice-presidente sênior de programação do E!, Ted Harbert, em entrevista à revista The Hollywood Reporter.

A amiga de Kim, Paris Hilton, também ficou famosa após uma sex tape vir a público, em 2004. Kim foi a última celebridade que de fato lucrou com uma exposição desse tipo. Naquele ano, ela namorava Ray J e os dois foram ao México comemorar o 23º aniversário da futura celebridade. O vídeo de 41 minutos mostrou os dois fazendo brincadeiras e se exibindo para a câmera. Com muito sexo, claro.

Capa da sex tape de Kim Kardashian com Ray J

A produtora de filmes pornográficos Vivid Entertainment recebeu o vídeo, produziu milhares de cópias e, em março de 2007, lançou Kim Kardashian, Superstar. Pouco mais de um mês depois, Ray J e Kim entraram em um acordo com a empresa para permitir a comercialização do produto. Ela recebeu US$ 5 milhões (R$ 15,8 milhões), e o cantor ganhou um valor parecido. O vídeo faturou em dez anos US$ 50 milhões (R$ 158 milhões) e foi visto por mais de 150 milhões de internautas.

Indiscutivelmente, Kim levou a melhor. Seu reality é visto em 167 países, gerou nove atrações derivadas, é o programa de maior sucesso da história do E! e o reality de celebridades há mais tempo no ar com o mesmo elenco. A 13ª temporada, exibida neste ano, teve média de 2,1 milhões de telespectadores nos Estados Unidos, e o canal pagou US$ 80 milhões (R$ 252 milhões) para os Kardashians voltarem para a 14º temporada, no ar desde o dia 1º.

Ray J esperava bombar com o vídeo também, mas flopou. Sua carreira musical não decolou. Seu último álbum foi lançado em 2008. Segundo o site Celebrity Net Worth, especializado em avaliar a cotação de celebridades, Ray J vale US$ 6 milhões (R$ 19 milhões).

Brigas na mesa de jantar
Keeping Up with the Kardashians pegou carona em um programa muito popular da MTV. "[Em meados dos anos 2000] Todo mundo só falava dos Osbournes [reality show com a família do cantor Ozzy Osbourne], e eu disse para um executivo amigo: 'Vamos achar algo desse naipe e colocar no E!'", contou o produtor Ryan Seacrest para a Hollywood Reporter.

Kris Jenner revelou que a sacada do reality surgiu durante um jantar. "Deena Katz [diretora de elenco do Dancing with the Stars], veio jantar em casa e o bafafá na mesa era geral. Ela me falou: 'Isso aí é um reality show. Acho que você deveria falar com o Ryan Seacrest'. E foi o que eu fiz".

Kardashians reunidas no 10º ano do reality: Kendall (à esq.), Kim, Kris, Kourtney, Khloe e Kylie

Os fãs do reality viram a fama do clã Kardashian se consolidar ao longo da última década. Foram barracos, casamentos, divórcios e nascimento de negócios lucrativos, com episódios que registraram a evolução de cada integrante da família.

O público viu chocado Kylie Jenner, com 10 anos, brincando de pole dance no primeiro episódio. Hoje, com 20, ela é dona de uma linha de produtos de beleza que vendeu US$ 420 milhões (R$ 1,33 bilhão) nos 18 primeiros meses de atividade.

O reality ajudou as Kardashians a enriquecerem. Kim ganha dinheiro de todas as formas, de jogo para celular a emojis do seu avantajado bumbum. Kris embolsa US$ 4,5 milhões (R$ 14 milhões) anualmente do E! pela exposição de sua família. Kendall Jenner recebe US$ 370 mil (R$ 1,17 milhão) por post patrocinado no Instagram.

Em 2016, Khloe Kardashian ganhou US$ 15 milhões (R$ 47 milhões) apenas com patrocínios, e Kourtney, a irmã mais velha, levou US$ 10 milhões (R$ 31 milhões).

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?