Lauro César Muniz

Globo dispensa ex-autor da Record após quatro meses de contrato

O autor de novelas Lauro César Muniz em sua casa, em São Paulo -

O autor de novelas Lauro César Muniz em sua casa, em São Paulo

DANIEL CASTRO - Publicado em 04/03/2016, às 20h04 - Atualizado em 05/03/2016, às 06h00

Recontratado pela Globo em setembro, após passagem de oito anos pela Record, Lauro César Muniz foi dispensado em dezembro. O contrato do autor, um dos principais nomes da teledramaturgia nacional, venceu no último dia do ano e não foi renovado devido a uma nova política de contenção de despesas _a Globo agora evita manter contratados autores sem projetos a curto e médio prazos. Havia a possibilidade de Muniz ser reintegrado no final de fevereiro, após a análise de um projeto de novela, mas isso não ocorreu.

Muniz iria supervisionar Trem Bom, novela das seis que seria escrita por Maurício Gyboski, ex-colaborador de Aguinaldo Silva. Mas a produção foi cancelada. Então, ele apresentou a sinopse e seis capítulos de uma nova novela, porém a fila de autores da Globo já está definida até 2018. Na faixa das 21h, por exemplo, depois de Velho Chico (Benedito Ruy Barbosa), virão textos de Maria Adelaide Amaral, Glória Perez e Duca Rachid e Thelma Guedes.

O autor recebeu com tranquilidade a decisão da Globo de não renovar seu contrato. "Acho absolutamente normal o que aconteceu. O país está vivendo um momento extremamente difícil política e economicamente. Todas as empresas têm que se preservar. Sou um profissional de faixa salarial alta. Por que abrir uma exceção comigo? Não seria justo. Meu projeto continua com a TV Globo, não pretendo desviá-lo para outra emissora", disse ao Notícias da TV.

Fora da Globo, o autor pode acabar trabalhando no Chile. "Tenho sido carinhosamente sondado por duas emissoras do Chile para me transferir para lá. Passei 15 dias [em fevereiro] em Santiago e colaborei em um trabalho. Não tenho ainda uma decisão sobre o futuro. Preciso equacionar todas as possibilidades, incluindo alguns convites para fazer roteiros de cinema e teatro".

Lauro César Muniz deixou a Globo pela primeira vez em 2005, descontente com a direção artística da emissora, que não aprovava seus projetos de novelas e minisséries. Ele foi para a Record, onde escreveu Cidadão Brasileiro (2006), Poder Paralelo (2009) e Máscaras (2012). Deixou a Record no final de 2013.

Muniz fez parte do time que renovou a telenovela brasileira a partir dos anos 1970. Escreveu grandes sucessos, como O Casarão (1976), Os Gigantes (1979), Roda de Fogo (1986), O Salvador da Pátria (1979) e Chiquinha Gonzaga (1999). 


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Como você acha que Rick vai sair de Walking Dead?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook