2017 sabático

Fora do ar, Britto Jr. vira crítico da TV e afirma que teve 'um ano estranho'

Reprodução/Instagram

Em 2017, o apresentador Britto Jr. não trabalhou e estranhou o fato de ter tanto tempo livre - Reprodução/Instagram

Em 2017, o apresentador Britto Jr. não trabalhou e estranhou o fato de ter tanto tempo livre

FERNANDA LOPES - Publicado em 15/12/2017, às 05h25

Desempregado desde 1º de janeiro deste ano, Britto Jr. está estranhando todo o tempo livre, sem o "estresse da TV". O apresentador de 54 anos está fora do ar desde que substituiu Cesar Filho no Hoje em Dia, em julho do ano passado, e nos últimos meses tem se dedicado a ler jornais, escrever crônicas nas redes sociais e a fazer críticas (bastante sarcásticas) sobre televisão no Twitter.

"Foi um ano estranho, já que eu havia passado 37 anos trabalhando de forma ininterrupta em alguma emissora. Mas não me senti ocioso nem ansioso porque tenho me mantido aceso para o mundo, lendo bastante, bem informado sobre todos assuntos e refletido sobre eles. Sobrou tempo para pensar na vida, na família, no trabalho, e rever meus conceitos sobre o que fiz e devo fazer daqui em diante", conta.

Um dos assuntos aos quais Britto dedicou vários de seus comentários nas redes sociais nos últimos meses foi a programação da TV aberta. No último dia 10, ele fez uma discreta crítica com base em uma notícia de que Felipe Andreoli, apresentador do Esporte Espetacular, tem permissão da Globo para fazer publicidade. "Credibilidade em crise...", comentou.

Já de setembro a dezembro, o foco das (in)diretas ácidas no Twitter foi para A Fazenda. Ombudsman informal do programa que apresentou de 2009 a 2014, Britto fez graça dos bordões de Roberto Justus ("daqui a pouquinho") e da desenvoltura do apresentador _até imitou um robô. Hoje, o jornalista afirma que se divertiu com a final do programa e pega mais leve com Justus.

"Nunca mais havia assistido [A Fazenda], até que resolvi ver a final desta temporada. Confesso que fazer comentários bem-humorados sobre o que via na televisão naquele momento me divertiu muito. Mas, foi o suficiente para ter certeza de que nada, nada mudou. Quanto ao Justus, é inegável o esforço dele", diz.

Britto Jr. recebeu respostas do público quando comentou sobre A Fazenda. Muita gente pedia para ele voltar à TV. Ele diz que até recebeu convites, mas acha que ainda não é a hora de voltar. Para A Fazenda, então, só se a estrutura mudasse completamente (ele não se dava nada bem com o diretor de realities da Record, Rodrigo Carelli).

"Eu não imaginava que fazia tanta falta para as pessoas. Esses pedidos para voltar à televisão mexem comigo, sim. Recebi alguns convites, até para apresentar reality show, mas apenas agradeci. Não penso na hipótese de retornar para A Fazenda, mas se houvesse uma mudança geral, capaz de renovar tudo ali, poderia voltar, caso fosse convidado", afirma.   

reprodução/Instagram

Britto Jr. tem se dedicado a dar suas opiniões sobre assuntos do cotidiano nas redes sociais

Britto digital
Britto também tem se dedicado a escrever textos mais longos nas redes sociais, com análises sobre acontecimentos do cotidiano, da política ou sobre comportamento, sentimentos e sua forma de encarar a vida.

Jornalista, ele trabalhou na televisão desde 1981, quando entrou na RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul. Foi repórter do Jornal Nacional em 1995, trabalhou no Jornal do SBT em 1996 e fez matérias para o Domingão do Faustão entre 1998 e 2000 até ir para o SPTV 1ª Edição, onde atuou até 2005, ano em que foi contratado pela Record.

Na emissora de Edir Macedo, Britto se destacou no Hoje em Dia (2005-2009) e no Programa da Tarde, entre 2012 e 2015. Ele caiu em desgraça após criticar a decisão da Record de trocar o programa de variedades por reprises de novelas e pedir nas redes sociais para anunciantes salvarem o vespertino, o que irritou a área comercial. Como castigo, perdeu o posto de apresentador de A Fazenda e ficou na geladeira.

Ainda assim, o profissional afirma que não guarda mágoas da direção da Record. "O tempo é a única coisa que pode aplacar os ânimos e fechar as feridas", diz. Nesse espírito benevolente, para o ano que vem os planos de Britto são de organizar suas crônicas em um novo projeto, baseado em reflexões sobre o dia a dia.

"Gosto muito de escrever, e agora, com mais tempo disponível para refletir, tenho utilizado as redes sociais como veículo para dar minhas opiniões, venho bolando algumas coisas que pretendo fazer nas mídias. É o primeiro passo para um novo caminho, sinto que está chegando a hora de sair da caverna com um novo projeto em mãos. Vem aí, Britto Digital!", promete.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook