Memória da TV

Em 1992, Gugu criou programa de videocassetadas para combater Faustão

Divulgação/SBT

Gugu Liberato brinca com galinha no Programa de Vídeos, no SBT, no final de 1992 - Divulgação/SBT

Gugu Liberato brinca com galinha no Programa de Vídeos, no SBT, no final de 1992

THELL DE CASTRO - Publicado em 01/05/2016, às 16h54

Pouco antes de se firmar nas tardes dominicais do SBT com o Domingo Legal, Gugu Liberato testou diversos formatos. Um deles foi o Programa de Vídeos, que tinha como objetivo concorrer com as Videocassetadas do Domingão do Faustão. A atração, no entanto, teve vida curta.

O Programa de Vídeos estreou no dia 18 de outubro de 1992, ocupando o lugar na grade que pertencia ao TV Animal. O programa começava às 15h, quinze minutos antes de Fausto Silva na Globo. Com uma hora e meia de duração, tinha vários quadros, mas, basicamente, era composto por vídeos de tombos, cacetadas e gafes de várias partes do mundo.

O formato do programa foi "criado" pelo próprio Gugu, que, ao lado do diretor Homero Salles, viajou para vários países e negociou a compra de vídeos engraçados de produtoras e emissoras. A atração inicialmente se chamaria Vídeo Louco Vídeo, mas Gugu descobriu que a Manchete já havia registrado o título no Brasil.

Na época, videocassetadas estavam em evidência. As Videocassetadas eram quadro do Domingão do Faustão desde a estreia, em 26 de abril de 1989. É o único segmento original do programa que está no ar até hoje, ainda responsável pelos picos de audiência. Naquela época, os vídeos eram mostrados no início do Domingão, para alavancar a audiência.

"Não estamos copiando a Globo, a ideia é antiga em outros países", disse Gugu à Folha de S.Paulo do dia da estreia. O apresentador citou como inspiração para a atração os programas norte-americanos Totally Hidden Video, Candid Camera e America's Funniest Home Video, além de produções da Argentina, Espanha e Alemanha.

O formato era dominado pela Vin Di Bona Productions, do produtor Vin Di Bona, que é responsável até hoje pelo America's Funniest Home Video, exibido pela rede ABC nos Estados Unidos. Ele abastecia emissoras do mundo inteiro, inclusive o Domingão do Faustão, com cenas do estilo pastelão.

"Nossa ideia é quebrar o monopólio da Vin e criar um núcleo alternativo de videocassetadas, que atenderá emissoras de outros países", disse Gugu.

Prêmios

Diferentemente dos tempos atuais, em que programas como o Encrenca, da RedeTV!, exibem vídeos compartilhados através de aplicativos como WhatsApp, naquela época não existia outra alternativa a não ser a boa e velha filmadora VHS.

O Programa de Vídeos também estimulava o envio de vídeos caseiros nacionais. Na época, o Domingão do Faustão pagava 350 mil cruzeiros por vídeo exibido e dava um videocassete para o melhor vídeo do mês.

No programa do SBT, além do mesmo valor pelo material utilizado, os melhores vídeos podiam ganhar até 2 milhões de cruzeiros. Um júri formado por cinco membros julgava as cenas _nomes como o humorista José Vasconcellos (1926-2011), o cantor Rafael Ilha, que, na época, fazia muito sucesso com o Polegar, as modelos e assistentes de palco Mariette e Silvinha, e o ator Wagner Santisteban, ainda criança, participavam da atração.

O Programa de Vídeos também tinha um quadro que mostrava imagens de programas antigos. Na estreia, foi exibida a visita que Gugu Liberato fez ao Perdidos da Noite, de Faustão, na Band. Juntos, protagonizaram a Dança do Passarinho, sucesso do Viva a Noite, concorrente da atração na época.

Com a estreia do Domingo Legal, em janeiro de 1993, Gugu focou todos os seus esforços no novo programa. Com isso, o Programa de Vídeos saiu do ar em pouco tempo.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira (Editora InHouse). Siga no Twitter: @thelldecastro


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook