AEROPORTO - ÁREA RESTRITA

De vinho a absorvente gigante: reality mostra como bandidos exportam drogas

CAUÊ MORENO/DISCOVERY CHANNEL

Cão farejador tenta detectar a presença de drogas em bagagens no aeroporto de Guarulhos - CAUÊ MORENO/DISCOVERY CHANNEL

Cão farejador tenta detectar a presença de drogas em bagagens no aeroporto de Guarulhos

GABRIEL PERLINE - Publicado em 14/03/2018, às 05h41

As áreas proibidas para passageiros do Aeroporto Internacional de Guarulhos voltam a ser exploradas na segunda temporada de Aeroporto - Área Restrita Brasil, que estreia nesta quarta-feira (14), no Discovery Channel. O reality show agora concentra sua atenção no trabalho de inteligência de combate ao tráfico de drogas e mostra os meios inusitados com os quais os criminosos tentam transportar substâncias ilegais: em caixas de bebidas, dentro de absorventes íntimos gigantes e até em botões de roupas.

A série segue o seu formato original, sem a figura de um apresentador e com as cenas narradas pelos próprios profissionais que atuam nos diferentes setores do aeroporto. Introduzida brevemente na primeira temporada, a EVIG (Equipe de Vigilância Aduaneira) ganha mais destaque neste ano.

Os oficiais desse setor andam armados e fiscalizam os veículos que circulam dentro do aeroporto com cargas que chegam ou saem do país. Eles fazem intervenções não programadas, no intuito de identificar eventuais irregularidades ou tentativas de transporte de drogas.

Entre alarmes falsos e investidas acertadas, o primeiro de estreia se concentra em quatro casos: o primeiro é uma batida da EVIG durante a madrugada, que intercepta diversos carros e caminhões, mas não encontra nada de ilegal.

O segundo é o caso de um rapaz de Cabo Verde que tentava viajar ao Marrocos. Ele compareceu ao guichê da companhia aérea minutos antes da finalização do embarque e automaticamente entrou na lista de suspeitos da Polícia Federal.

"Esse é um comportamento comum entre os traficantes. Eles deixam para fazer o check-in em cima da hora acreditando que suas malas não terão tempo de passar pelo raio-X", explica a diretora de produção, Adriana Cechetti.

A bagagem foi interceptada, e duas caixas de vinho ensacados chamaram a atenção dos policiais, que identificaram a presença de cocaína nos recipientes.

reprodução/discovery channel

Caixa de vinho interceptada pelos policiais; em vez da bebida, o recipiente continha cocaína

O terceiro caso sai do contexto policial e ganha uma carga de tensão ao acompanhar uma ação de militares da FAB (Força Aérea Brasileira).

Os tenentes Silvia e Derek, respectivamente piloto e comandante da aeronave, viajam a Curitiba (PR) para buscar um cirurgião cardiovascular que fará a remoção de um coração em Joaçaba (SC) e precisa retornar a Curitiba em até quatro horas para realizar o transplante do órgão.

"Para esse caso, nossa equipe deu um plantão de 30 horas. Estávamos acompanhando outro caso no aeroporto, aí recebemos o aviso de um major de que teríamos a possibilidade de gravar o transporte do coração. Os horários foram bem malucos", lembra André Barmak, diretor do programa.

CAUÊ MORENO/DISCOVERY CHANNEL

Sala de controle do aeroporto de Guarulhos; oficiais acompanham o trânsito dos passageiros

Investigação minuciosa
Tentativas de transporte de cocaína foram os casos mais recorrentes registrados pela equipe do reality durante os quase quatro meses em que esteve no aeroporto de Guarulhos. E as maneiras como os traficantes tentavam viajar com as drogas surpreenderam a equipe.

"O pessoal à paisana suspeitou de uma pessoa e foi revistar a mala. O policial notou que o botão do casaco dela era igual ao da calça, só que as peças eram de marcas diferentes. Aí ele furou os botões e encontrou cocaína dentro deles", lembra Barmak.

"Essa mesma mulher estava com um absorvente íntimo gigante na vagina e que também tinha cocaína dentro. Além disso, ela havia engolido 44 cápsulas da droga", acrescenta Adriana.

Além de transportar drogas em lugares inusitados, a equipe identificou um novo esquema adotado pelos traficantes, que incluem até funcionários de aeroportos.

"Os traficantes têm deixado as drogas dentro das aeronaves. Aí os funcionários da limpeza se encarregam do transporte para outra aeronave, até que o produto chegue no destino final. É um comportamento mundial, e os policiais estão sempre correndo contra o tempo para identificar os novos meios dos criminosos", diz o diretor.

A segunda temporada de Aeroporto - Área Restrita Brasil é uma produção da Moonshot Pictures e conta com 12 episódios, exibidos às quartas, às 23h10, no Discovery Channel.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você espera de O Sétimo Guardião?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook