Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LUTO

Comentarista esportivo Orlando Duarte morre aos 88 anos após contrair Covid

REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Orlando Duarte em foto antiga publicada no Facebook; jornalista esportivo morreu nesta terça-feira (15)

Orlando Duarte em foto antiga publicada no Facebook; jornalista esportivo morreu nesta terça (15)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 15/12/2020 - 11h04
Atualizado em 15/12/2020 - 11h29

Comentarista esportivo que passou pelas principais emissoras do Brasil, Orlando Duarte morreu aos 88 anos nesta terça-feira (15), em São Paulo, vítima da Covid-19. O jornalista estava internado há três semanas e tinha Alzheimer. Ele deixa a mulher, Conceição Duarte, e quatro filhos.

A informação da morte foi publicada pelo colunista Flávio Ricco, do R7. Orlando Duarte nasceu em Rancharia (SP) em 18 de fevereiro de 1932. Começou sua carreira no jornal O Tempo, depois foi para a A Gazeta Esportiva, e passou pelas rádios Bandeirantes, Jovem Pan e Trianon. 

Ele também foi diretor de esportes da TV Cultura, desde a inauguração da emissora, em setembro de 1960. Na televisão, Duarte trabalhou no SBT, na Record, na Globo e na Band. Orlando se afastou do jornalismo esportivo em 2012. Foi um apaixonado torcedor da Portuguesa de Desportos e do Vasco da Gama.

Durante sua carreira, Orlando Duarte cobriu 14 edições da Copa do Mundo, entre 1950 e 2006, dez campeonatos olímpicos e outros eventos esportivos, além de ter preenchido 17 passaportes por causa do trabalho.

Na década de 1960, foi o principal jornalista a cobrir o time do Santos e até virou amigo pessoal do jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. O documentário Pelé Eterno (2004), inclusive, conta com Duarte como um dos narradores. 

Como escritor, o comentarista escreveu 32 livros sobre história e regras do mundo esportivo. O jornalista também trabalhou no jornal impresso nas redações de A Gazeta, A Gazeta Esportiva Ilustrada, O Tempo, Última Hora e Diário da Noite.

Homenagens

Nas redes sociais, jornalistas esportivos e fãs do comentarista lamentaram a morte. "Orlando Duarte, o Eclético, se foi. Uma voz essencial na minha paixão por futebol", homenageou Maurício Barros, do Band Sports. 

"Para quem ama o rádio esportivo desde criança, o momento icônico era quando o Milton Neves oferecia 'Tema Livre' para Orlando Duarte encerrar a primeira parte do domingo de futebol, normalmente uma hora antes do jogo das 16h. Jamais sairá da memória", escreveu o jornalista da rádio Bandeirantes Ronald Gimenez no Twitter. 

"Orlando Duarte tinha o apelido de 'eclético', era uma referência no jornalismo esportivo. Desde adolescente, quando comecei a ler sobre história do futebol e das Copas do Mundo, os livros dele se tornaram obrigatórios na minha estante", declarou o apresentador da Jovem Pan Thiago Uberreich. 

Confira algumas reações no Twitter: 


Leia também

Web Stories

+
Oportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundoDe sequestro-relâmpago a surto de ciúme: Veja a história de Kyra e Alan em Salve-se Quem PuderDe buraco de minhoca à salvação do Tesseract: O que você precisa saber antes de ver Loki

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?