Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CONMEBOL TV

Pay-per-view da Libertadores vai custar R$ 39,90 por mês na Claro e na Sky

DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

Gabigol, do Flamengo, ergue a taça da Libertadores de 2019

Gabigol com a taça da Libertadores de 2019; Conmebol anunciou pay-pew-view em parceria com o BandSports

RICARDO MAGATTI

Publicado em 14/9/2020 - 21h35
Atualizado em 15/9/2020 - 6h25

A Conmebol oficializou na noite de segunda-feira (14) a parceria com o Grupo Bandeirantes para a criação de um canal na TV paga que será o responsável pela exibição de partidas da Libertadores da América. Trata-se da Conmebol TV, um modelo de pay-per-view mensal com produção e programação do BandSports.

Inicialmente, a Conmebol TV só estará disponível na Claro/Net e Sky, as maiores operadoras de TV por assinatura do Brasil, com cerca de 12 milhões de clientes no país.

O pay-per-view começará a comercializar o produto a partir desta terça-feira (15), dia em que já exibirá dois jogos envolvendo clubes brasileiros com exclusividade: Jorge Wilstermann (BOL) x Athletico-PR, às 19h15, e Santos x Olimpia (PAR), às 21h30. Antes do acordo, essas partidas não teriam exibição em nenhum lugar.

O pay-per-view terá o valor mensal de R$ 39,90 e poderá ser acessado na TV por assinatura e também no streaming da Sky (Sky Play) e da Claro/Net (Now). No entanto, como parte da estratégia de lançamento, as operadoras vão abrir o sinal e exibir as partidas desta terça (15) e quarta (16) gratuitamente. Depois, passará a cobrar. Ao todo, serão 27 jogos exibidos da fase de grupos da Libertadores.

Ao Notícias da TV, a Claro informou que o PPV estará disponível nos canais 711, 712, 713 e 714, e a Sky comunicou que o pacote de jogos pode ser acessado nos canais 211 e 212 SD e 611 e 612 HD.

O acordo de distribuição, em um modelo inédito envolvendo uma confederação esportiva, será válido para as próximas três temporadas e também abrange jogos da Sul-Americana e da Recopa, outros dois torneios organizados pela entidade que comanda o futebol na América do Sul.

A parceria com o Grupo Bandeirantes foi selada após a rescisão dos contratos com Globo e DAZN. A emissora tinha os direitos de transmissão da Libertadores, e o serviço de streaming exibia as partidas da Sul-Americana. Em crise financeira, os dois rescindiram seus vínculos.

"Esta nova aliança nos permite aumentar ainda mais a distribuição dos jogos dos nossos emocionantes torneios para os torcedores do Brasil", afirmou Juan Emilio Roa, diretor comercial da Conmebol.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?