Para TV, celular e tablet

Samsung lança plataforma de vídeo com séries fracassadas na TV paga

Reprodução

Policial militar em cena da série Investigação Criminal, disponível na plataforma Moony, da Samsung - Reprodução

Policial militar em cena da série Investigação Criminal, disponível na plataforma Moony, da Samsung

EDUARDO BONJOCH - Publicado em 02/03/2015, às 15h41 - Atualizado em 04/03/2015, às 17h56

A Samsung lançou nesta semana a plataforma de video on demand Moony. Disponível a todos os usuários de TVs conectadas, tablets e smartphones da multinacional coreana, o serviço se parece com a Netflix, mas é pobre de conteúdo relevante. Não há filmes e séries de sucesso, como Breaking Bad ou Friends.

O conteúdo inclui séries nacionais independentes que já foram exibidas na TV paga, notícias, peças de teatro e cursos on-line. Na lista, estão produções que não fizeram sucesso, como Investigação Criminal, P.O.L.I.C.I.A., Anjos da Guarda, Copa Hotel e Ciência em Casa, além de FDP e Oscar Freira 279. A Jovem Pan, que mantém um projeto de web TV com notícias e entrevistas, e a agência internacional Reuters estão entre os parceiros do Moony.

O canal de humor Parafernalha, que faz sucesso na internet, é uma exceção na lista. Mas não se trata de um conteúdo novo, já que os usuários de TVs conectadas e produtos portáteis podem ver esses vídeos diretamente pelo YouTube.

"Queremos oferecer conteúdos segmentados. São produções que, muitas vezes, não foram bem exploradas em outras plataformas", afirma Marcelo Mattar, gerente de vídeos e esportes da área de conteúdo da Samsung para a América Latina. Para reforçar a programação, a empresa pretende incluir novos conteúdos, que estão em negociação, até o final do ano. A exibição de shows e peças de teatro ao vivo está nos planos.

Como funciona?

Para ter acesso ao Moony, o usuário precisa baixar o aplicativo do serviço na Samsung Galaxy Apps ou na Play Store. O app também vai aparecer no menu de internet das TVs conectadas da marca a partir deste mês. Segundo Mattar, qualquer televisor com acesso à internet lançado a partir de 2012 terá condições de rodar o aplicativo.

O Notícias da TV navegou pelo app com um smartphone Samsung. O tour mostrou que a experiência é simples e intuitiva, como no YouTube. Os conteúdos estão divididos por canais ou por gênero. Foi possível assistir a documentários e animações sem travamentos com o celular conectado via Wi-Fi a uma banda larga de 30 Mbps.

Em rede 3G, o processo foi lento e exigiu paciência para o carregamento dos vídeos. O sistema só começou a falhar após a criação de uma conta para dar acesso aos serviços oferecidos pelo fabricante, o que deve ser corrigido nos próximos dias.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook