Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

The Girlfriend Experience

Série mais badalada do momento é exibida no Brasil em ‘ponto cego’

Reprodução/Starz

Riley Keough, que interpreta uma prostituta de luxo, em cena da série The Girlfriend Experience - Reprodução/Starz

Riley Keough, que interpreta uma prostituta de luxo, em cena da série The Girlfriend Experience

JOÃO DA PAZ

Publicado em 30/4/2016 - 6h47

No ar há 20 dias nos Estados Unidos, The Girlfriend Experience já está entre as séries mais elogiadas da atual temporada. A prestigiada revista The New Yorker publicou que que é "a melhor série do ano". Inspirada no filme Confissões de uma Garota de Programa (2009) e produzida pelo cineasta Steven Soderberg, Girlfriend Experience explora o mundo da prostituição de luxo de maneira elegante e sensual. Pena que no Brasil a produção passe num "ponto cego".

Girlfriend Experience é uma atração do canal Fox 1. Lançado em janeiro, o canal não está disponível em nenhuma grande operadora de TV por assinatura _e, o pior, não há perspectiva de que isso acontecerá tão cedo. Só os assinantes da Multiplay (Grande Fortaleza), Sumicity (Rio de Janeiro e interior de Minas Gerais) e TV Alphaville (Grande São Paulo) têm acesso ao Fox 1. As três são  nanicas. A TV Alphaville tinha em fevereiro 6.159 assinantes, segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações. Os assinantes da Oi, Claro, Vivo e Sky até podem acessar o Fox 1, mas só no computador, celular ou tablet.

Assim, muito pouca gente no Brasil assiste The Girlfriend Experience pela TV. Esses privilegiados podem testemunhar a ótima atuação da protagonista Riley Keough, neta de Elvis Presley. Ela interpreta Chistine Reade, uma estudante de Direito que decide se tornar acompanhante de luxo, assumindo a identidade de Chelsea.

Christine divide suas atenções entre a faculdade, o estágio em uma grande firma de advocacia e seus clientes. A jovem entra para prostituição depois de descobrir quanto dinheiro sua colega de turma, Avery Suhr (Kate Lyn Shell), fatura. "Tudo o que você tem de fazer é ouvir, fazer perguntas... e transar", ensina Avery à novata.

Com dificuldades para pagar o aluguel, Christine se impressiona ao receber dezenas de notas de US$ 100 em seu primeiro trabalho. O problema é que 30% do que ela ganha deve ser repassado para uma cafetina. A partir de então, Christine tem que escolher entre ser uma prostituta sob o comando de uma mulher ou seguir sozinha.

divulgação/starz

Pela atuação em Girlfriend Experience, Riley Keough foi comparada com Catherine Denevue

Sucesso de crítica

De acordo com a revista Time, o papel foi entregue para a pessoa certa. "Riley faz uma mulher que traz a raiva coberta por uma calmaria", aponta. A New Yorker compara a atuação da neta do "rei do rock" com a da atriz francesa Catherine Denevue no clássico A Bela da Tarde, filme de 1967. Já a Entertainment Weekly acredita que há uma relação entre Girlfriend Experience e o filme Instinto Selvagem (1992). A revista deu nota A- para a série _numa escala de F a A+.

O clima intrigante da produção foi ressaltado pelo jornal The New York Times: "[A série] É como um vídeo artístico exibido em um hotel chique. O visual enfatiza o clima voyeur, com todas aquelas janelas e persianas, fachadas que bloqueiam o olhar ou convidam para uma espiada".


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

TUDO SOBRE

Fox

Nudez

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?